ESTAR BEM

ATAQUE CARDÍACO AINDA É SUBESTIMADO NAS MULHERES; ENTENDA

Elas são mais propensas a ignorar os sintomas, que vão além da dor no peito; atendimento também é falho

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte entro homens e mulheres nos Estados Unidos e no Brasil. Ainda assim, estudos mostram que elas são mais propensas a ignorar os sinais de alerta de um ataque cardíaco, às vezes esperando horas ou mais para procurar socorro.

Agora, os pesquisadores estão tentando descobrir o porquê. Eles constataram que as mulheres muitas vezes hesitam em buscar ajuda porque tendem a ter sintomas mais sutis do que os homens. E mesmo quando vão ao hospital, os profissionais de saúde são mais propensos a minimizar essas manifestações físicas ou atrasar o tratamento. Autoridades de saúde dizem que as doenças cardíacas nas mulheres continuam amplamente subdiagnosticadas, e que isso contribui para piores resultados e aumento das taxas de morte.

A maioria dos estudos sugere que uma das principais razões pelas quais as mulheres demoram a procurar atendimento – e muitas vezes são diagnosticadas incorretamente – é que, embora a dor ou desconforto no peito seja o sinal mais comum de infarto em ambos os sexos elas muitas vezes não sentem este alerta. Em vez disso, têm sintomas como falta de ar, suores frios, mal-estar, fadiga e dores na mandíbula e nas costas.

Um grupo de cientistas investigou os fatores que levam as mulheres a postergar a procura por atendimento. Eles descobriram que a ausência de dor ou desconforto no peito foi um dos principais motivos. O estudo, publicado na revista Therapeutics and Clinical Risk Management, analisou 218 homens e mulheres que sofreram infartos e foram tratados em quatro hospitais em Nova York antes da pandemia. Descobriu-se que 62% das mulheres não tinham dor ou desconforto no peito, em comparação com apenas 36% dos homens. Muitas relataram falta de ar, bem como sintomas gastrointestinais, como náusea e indigestão. Cerca de um quarto dos homens também relataram esses mesmos sintomas.

A pesquisa mostra que 72% das mulheres que tiveram um infarto esperaram mais de 90 minutos para ir ao hospital ou ligar para a emergência, em comparação com 54% dos homens. Pouco mais da metade das mulheres ligou para um parente ou amigo antes de ir a hospital, em comparação com 36% dos homens.

PROBLEMA NO ATEDIMENTO

Um relatório da American Heart Association descobriu que os ataques cardíacos são mais mortais em mulheres que não apresentam dor no peito, em parte porque isso significa que pacientes e médicos levam mais tempo para identificar o problema.

Mas mesmo quando elas suspeitam que estão tendo um ataque cardíaco, ainda têm mais dificuldade em serem tratadas. Pesquisas mostram que as mulheres são mais propensas a serem informadas de que seus sintomas não estão relacionados a doenças cardiovasculares. Muitas delas ouvem que esses sinais estão todos em sua cabeça. Um estudo descobriu que mulheres que se queixavam de indícios consistentes de doenças cardíacas – incluindo dor no peito – tinham duas vezes mais chances de serem diagnosticadas com uma doença mental em comparação com homens com a mesma queixa.

Em um estudo publicado no Journal of the American Heart Association, pesquisadores analisaram dados de milhões de atendimentos de emergência antes da pandemia e descobriram que mulheres – especialmente as negras – que se queixaram de dor no peito tiveram que esperar em média 11 minutos a mais por atendimento do que homens. Elas também eram menos propensas a serem internadas, recebiam avaliações menos completas e tinham menos chances de fazer exames como eletrocardiograma, que pode detectar problemas cardíacos.

Alexandra Lansky, cardiologista do Hospital Yale -New Haven, lembrou de uma paciente que havia procurado vários médicos reclamando de dor na mandíbula foi encaminhada a um dentista, que extraiu dois molares. Quando a dor não desapareceu, a mulher foi ver Lansky, que descobriu que o problema estava relacionado ao coração. A paciente precisou de uma ponte de safena.

MAIS JOVENS

Há uma falta de compreensão de que um ataque cardíaco não precisa causar dor no peito ou esses sintomas de filmes – disse Jacqueline Tamis-Holland, autora do estudo e cardiologista do Mount Sinai Morning Side em Nova York.

Tamis-Holland disse que havia outras razões para os atrasos. Uma delas é que as mulheres não se consideram tão vulneráveis a doenças cardíacas e costumam achar que os sintomas são de estresse ou ansiedade. Elas também tendem a desenvolver problemas cardíacos em idades mais avançadas do que os homens. No estudo de Tamis-Holland, as mulheres que tiveram ataques cardíacos tinham, em média, 69 anos, enquanto a idade média dos homens era de 61.

Mas as mulheres mais jovens não são imunes. Estudos recentes descobriram que ataques cardíacos e mortes por doenças cardíacas estão aumentando entre as mulheres entre 35 e 54 anos, em parte devido ao aumento de fatores de risco cardiometabólicos, como pressão alta e obesidade.

“Muitas mulheres jovens não acreditam que têm doenças cardíacas porque estas nunca foram rotuladas como doenças de mulheres jovens”, disse Lansky. “Segundo, os sintomas nelas são ainda menos típicos. Há menos sensação de aperto no peito e mais indigestão, falta de ar, mal-estar, fadiga e náusea.

Especialistas pedem mais divulgação e educação sobre as doenças e seus sintomas.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

URBN Social

The Social Experience

RENOVADAS

Autoestima para mais de 50

Olivia2010kroth's Blog

Viva la Revolución Bolivariana

Alter Planet Action. Outras Ações Planetárias.

M3tas e M3táforas p4ra $ustentbilidad3 soci0800 @mbiental

Enjoy your life!

The story of your life

バナー工房(旅立ちから)

「旅立ちから」移転しました。

Emmanuel Silva Pinto

Sobre direito do trabalho.

The world and its inhabitants

in this site the writer is trying to writing about a big creation of this world

PrestaBlogs Updates.

The Home OfPresent And Future Music Stars

Universo de Lua

Estudos Teológicos, Matérias sobre Liderança, Gestão, Psicologia e Atualidades

PENSER TIMES

Just another WordPress site

Hope237

Hello everyone et bienvenue sur mon blog . Êtes-vous intéressée par ce qui se passe à l'autre bout du monde ? Alors abonnez-vous pour ne rien manquer de cette belle aventure humaine .🥰 Premièrement , j'ai pris l'initiative de créer ce site à caractère humanitaire afin de dénoncer et d'exposer les injustices que subissent les personnes vulnérables dans mon pays le Cameroun 🇨🇲 . L 'objectif étant de créer un jour l'association Hope237 pour soutenir les couches fragiles de la société camerounaise. Deuxièmement , j'aimerais que mes futurs lecteurs découvrent mon pays le Cameroun 🇨🇲 à travers son histoire ,sa géographie ,sa mixité de culture , sa gastronomie , ses paysages et ses lieux touristiques. Qui Sait ? peut être vous avez là votre prochaine destination touristique.😇🌍🌎🌏 ❤️ LGBTQ friendly because love is all we need in this World♥️🏳️‍🌈

What Show Is This

This site is everything about PR, Lifestyle, Entertainment & Sport.

هلوسة ذاتية

"أملك من الذكاء ما يكفي لتدمير حياتي بنفسي"

Sci-Fi Jubilee

Sci-Fi News & Reviews

Still normal.

Ups and down everyday, let us make dailyliving normal.

Spiritual healing for Love back and solve all problem

Get All Love problem Solution in just 2 days by spiritual healing specialist astrologer. Call and Whatsapp Now +91 7678205180

%d blogueiros gostam disto: