GESTÃO E CARREIRA

PRESENTE E DE VOLTA AO BATENTE

Retomada do trabalho fora de casa exige adaptação

Nos últimos meses, entre reuniões e demandas profissionais, a representante comercial Mariana Craveiro, de 28 anos, teve uma companhia inseparável no home office: o vira-lata Pingado, adotado no início da pandemia. Agora, com a proximidade de voltar ao trabalho presencial, ela se diz apreensiva com a adaptação a uma nova rotina.

“Essa vai ser a parte mais difícil para mim na “volta à realidade”. Pingado estava acostumado à minha presença 24 horas. Para me preparar, me amparei com dicas de como manter o ambiente mais rico para ele, com distrações e petiscos, busquei adestramento, creche”, conta Mariana.

Preparar os animais para o desgrude é um entre vários dilemas para quem teve opção de trabalhar em casa na pandemia e terá que retornar ao presencial. A volta implica também reaprender a encarar o trânsito e o transporte público, voltar a socializar e comer fora, conviver menos com os filhos, deixar o controle do lar, doce lar.

Veja nas dicas abaixo como sofrer menos na transição.

ACORDAR MAIS CEDO

Para muita gente, foi fácil se habituar a acordar em cima da hora do expediente. Afinal, o “local de trabalho”, o computador, estava logo na mesa ao lado. Com a necessidade de sair de novo, o corpo precisará se reacostumar a horários. Por isso, o primeiro conselho é mudar o ciclo de sono. Ou apenas: dormir mais cedo.

“É uma questão de estabelecer uma rotina de novo. Para ter o horário de acordar, vai ser preciso ter o de dormir. Se é preciso despertar às 6 h, é bom deitar às 22h. Com um sono regularizado, o resto vai se regulando. Existe toda uma questão hormonal e física baseada nisso”, diz a psiquiatra Danielle Admoni, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

ABANDONAR OS PIJAMAS

Muita gente aposentou o guarda-roupa social e adotou roupas informais em casa. Devolver o pijama ao armário e investir em peças novas para o trabalho pode ser balde de água fria para a mente e o bolso, mas arrumar-se para sair tem suas vantagens.

“Além de se colocar apresentável para o outro e para si mesma, que é o mais importante, arrumar-se ajuda na construção da motivação para sair de casa – diz Danielle.

Vale até separara roupa do trabalho na noite anterior, afirma.

“Isso ajuda a planejar o dia seguinte. A rotina tem um potencial organizador, fisicamente e psiquicamente também. É importante encarar de maneira positiva.

COMPARTILHAR O BANHEIRO

Além da comodidade, o banheiro de casa virou local de limpeza controlada em tempos de Covid. Como voltar a compartilhar um espaço que requer tanta higiene?

“O banheiro de casa estava mal conservado, empoeirado, mas sentimos que é limpo porque é nosso. Não sentimos o próprio cheiro, a própria bagunça. Ao voltar a dividir o local, a primeira coisa deve ser reduzir expectativas de ordem. E se abrir ao aprendizado de como se misturar de novo”, diz o psicanalista Christian Dunker, da Universidade de São Paulo (USP).

Tentar manter esse e outros espaços coletivos em boas condições ajuda a todos no estranhamento inicial de voltar ao uso compartilhado.

ENCARAR O TRANSPORTE

Para quem escapou de buzinas e engarrafamentos durante este período pandêmico, não vai ter jeito agora: no início, a volta ao trânsito vai irritar, e a sensação de perda de tempo será inevitável. Mas, se o deslocamento for também impossível de evitar, a dica é tentar torná-lo um fardo mais leve.

“É essencial buscar coisas prazerosas nesse trajeto. Escutar uma música, ler um livro. Usar esse tempo aparentemente perdido para fazer algo bacana paro si. Vale pensar: “OK, o trânsito é chato, o trajeto pode ser longo, mas já que estou aqui, vou tentar aproveitar da   melhor maneira possível”, aconselha Danielle.

DEIXAR OS BICHOS SÓS

Pets foram “colegas de trabalho” no home office. Asmudanças devem ser graduais com eles.

“Para ficarem sozinhos, cachorros precisam de distração e atividades. Uma dica para prepará-los é pelo menos uma hora ao dia deixá-los em um cômodo diferente, com algum estímulo que os entretenha. Valem petiscos escondidos, brinquedos interativos”, sugere Sabrina Vidal, gerente-geral e adestradora da Escola do Latir, na Zona Oeste de São Paulo.

Sem estímulos e sós, os cães começam a buscar o que fazer, e muitas vezes isso pode virar destruição na casa. As creches podem ajudar no adestramento, na socialização e no gasto de energia.

MENOS TEMPO COM OS FILHOS

Com escolas fechadas e sem o tempo de deslocamento, pais e filhos ganharam mais tempo juntos. Mesmo com a rotina caótica, o aumento do convívio foi benéfico a muitas famílias. Na readaptação, as dicas variam com a idade dos filhos e a situação familiar, diz o pediatra Daniel Becker, professor do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da UFRJ.

No caso de crianças pequenas, o ideal é que os pais negociem com os empregadores uma volta gradual.

“Pais e mães podem alternar ficar mais horas por dia em casa no começo, por exemplo”, diz.

Para crianças mais velhas, os pais devem explicar as mudança. Vale até levá-las ao local de trabalho.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Blog O Cristão Pentecostal

"Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva. Convertam-se! Convertam-se dos seus maus caminhos!" Ezequiel 33:11b

Agayana

Tek ve Yek

Envision Eden

When We Improve Ourselves, We Improve The World

4000 Wu Otto

Drink the fuel!

Ms. C. Loves

If music be the food of love, play on✨

troca de óleo automotivo do mané

Venda e prestação de serviço automotivo

darkblack78

Siyah neden gökkuşağında olmak istesin ki gece tamamıyla ona aittken 💫

Babysitting all right

Serviço babysitting todos os dias, também serviços com outras componentes educacionais complementares em diversas disciplinas.

M.A aka Hellion's BookNook

Interviews, reviews, marketing for writers and artists across the globe

Gaveta de notas

Guardando idéias, pensamentos e opiniões...

Isabela Lima Escreve.

Reflexões sobre psicoterapia e sobre a vida!

Roopkathaa

high on stories

La otra luna de Picasso

El arte es la esencia de la espiritualidad humana.

%d blogueiros gostam disto: