A PSIQUE E AS PSICOLOGIAS

TRANSTORNO DA INFELICIDADE

A depressão é um distúrbio carregado de tabus que prejudicam a recuperação dos pacientes

A depressão é uma das doenças que mais atinge a população mundial atualmente. Dados de 2015 apontam que o suicídio, uma consequência mais grave do desenvolvimento do distúrbio, foi a segunda maior causa de morte entre os jovens na faixa etária de 15 a 29 anos. A estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que até 2025 esse será o segundo transtorno mais incapacitante do mundo. Mesmo assim, poucas pessoas falam do assunto, que é tratado como tabu ou taxado apenas como uma tristeza passageira.

TRISTEZA X DEPRESSÃO

Perder um ente querido, experienciar o fim de um relacionamento ou a morte de um animal em extinção pode gerar sentimentos ruins que duram um longo período. Contudo, a infelicidade é   uma emoção passageira, ou seja, com o tempo, a pessoa se recupera e volta a sentir alegria no dia a dia. A depressão, no entanto, “é uma tristeza muito mais profunda e recorrente, com sintomas mais marcantes. Além disso, o distúrbio não precisa, necessariamente ter um motivo para aparecer”, explica a psicóloga Lizandra Arita.

O transtorno também pode surgir decorrente de um acontecimento pessoal dos mesmos modos que a tristeza intensa, mas a depressão vem somada com traumas do passado. Além disso, pode ser causada por alterações fisiológicas e hormonais, como problemas na tireoide e o pós-parto, além do aspecto genético. O distúrbio é considerado uma doença que deve ser diagnosticada e tratada, enquanto a infelicidade “faz parte da vida, aliás, é um dos sentimentos básicos do ser  humano, junto com a alegria, o medo e a raiva”, esclarece Lizandra.

DISFUNÇÃO CEREBRAL

Para a neurociência a depressão é causada pelo mau funcionamento dos neurotransmissores – substâncias que comunicam as áreas do órgão ao ativarem as células neurais –  responsáveis pela regulação do  humor e motivação. “Uma das hipóteses mais aceitas é de que os sistemas monoaminérgicos não funcionam adequadamente. Estes são compostos por neurônios que contêm neurotransmissores como noradrenalina e serotonina, que, junto com a acetilcolina, exercem efeitos na modulação e integração sobre outras ações envolvidas na regulação da atividade psicomotora, apetite, sono e do humor”, explica a neurologista Vanessa Muller.

Além disso, outras desregulações podem estar presentes nos sintomas depressivos, como a deficiência da dopamina – neurotransmissor responsável pela motivação –  e a diminuição do hipocampo, região que regula as emoções. A consequência dessas disfunções são: falta de interesse em atividades que geram prazer, insônia ou sono excessivo, baixos níveis de energia e autoestima, pouca concentração e pensamentos suicidas.

IDENTIFICANDO E CURANDO

Para diagnosticar a doença é preciso passar por uma avaliação clínica com um psicólogo ou psiquiatra. Assim, os profissionais podem encaminhar o paciente para um tratamento mais adequado dependendo do grau de depressão que o indivíduo apresenta. O tratamento pode abranger desde uma psicoterapia para níveis mais leves, até medicamentos antidepressivos para quadros mais avançados.

O papel dos amigos e familiares de uma pessoa depressiva é importante no momento do diagnóstico e tratamento, da doença. O primeiro passo é entender o transtorno e não desdenhar da dor do outro como algo sem motivo ou relevância. Assim, o círculo social pode ajudar o paciente a manter a rotina de medicamentos e presença nas sessões com o médico responsável, bem como propor novas atividades benéficas para a saúde física e mental.

CONSEQUÊNCIA DA DEPRESSÃO

A grande maioria dos casos de suicídio é causado por quadros depressivos avançados, segundo um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2015, a cada 40 segundos uma pessoa tira sua própria vida no mundo. No Brasil, são estimados 32 casos por dia, ou seja, uma morte a cada 45 minutos. Além disso, essa é a segunda forma de óbito entre os jovens entre 15 a 29 anos. Apesar do alto índice de falecimento, 80% dos depressivos dão sinais ou, até mesmo, falam abertamente sobre seus planos antes de cometer o ato. Contudo, o assunto ainda é tratado como tabu pela sociedade.

Reconhecer os indícios é o primeiro passo para ajudar uma pessoa a evitar o suicídio. Por isso, fique atento em comportamentos como: mudança de hábito, isolamento social, marcas de automutilação pelo corpo – muito comum em adolescentes depressivos -, autocrítico, atitudes autodepreciativas, melhora súbita – quando uma pessoa depressiva aparenta uma recuperação surpreendentemente rápida a fim de ficar sozinho – e frases sugestivas, por exemplo, “a vida não vale a pena”, ou explícitas, como “não aguento mais, quero morrer”. Se detectar essas ações em um parente ou amigo, ajude-o a procurar um especialista e ofereça atenção para ouvir o que tem a dizer. Se você se enquadra nos aspectos listados, o Centro de Valorização da Vida (CVV) tem suportes como ligação gratuita no número 141 e chat pelo sitehttp://www.cvv.org.br paraatender pessoas que precisam conversar a qualquer momento.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Blog O Cristão Pentecostal

"Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva. Convertam-se! Convertam-se dos seus maus caminhos!" Ezequiel 33:11b

Agayana

Tek ve Yek

Envision Eden

When We Improve Ourselves, We Improve The World

4000 Wu Otto

Drink the fuel!

Ms. C. Loves

If music be the food of love, play on✨

troca de óleo automotivo do mané

Venda e prestação de serviço automotivo

darkblack78

Siyah neden gökkuşağında olmak istesin ki gece tamamıyla ona aittken 💫

Babysitting all right

Serviço babysitting todos os dias, também serviços com outras componentes educacionais complementares em diversas disciplinas.

M.A aka Hellion's BookNook

Interviews, reviews, marketing for writers and artists across the globe

Gaveta de notas

Guardando idéias, pensamentos e opiniões...

Isabela Lima Escreve.

Reflexões sobre psicoterapia e sobre a vida!

Roopkathaa

high on stories

La otra luna de Picasso

El arte es la esencia de la espiritualidad humana.

%d blogueiros gostam disto: