OUTROS OLHARES

O MEDO DA QUIMERA

Seres híbridos, como os criados agora em laboratório, fascinam e assustam a humanidade

Quando orei Minos de Creta recebeu um magnífico touro do deus do mar, Poseidon, para fazer um sacrifício, ele não conseguiu matá-lo. Enraivecido, Poseidon encantou a mulher de Minas, Pasífae, para que sentisse um grande desejo pela criatura. O resultado de sua cópula transespécie foi um monstro com cabeça de touro, o Minotauro. Híbridos de humanos e animais são comuns nos mitos e nas lendas: centauros, sereias, Pan com seus pés de bode. Somos ao mesmo tempo fascinados e incomodados pelo limite que nos separa dos outros animais – e se ele é permeável. Por isso, a recente notícia dada por uma equipe nos Estados Unidos e na China sobre embriões que contêm a mistura de células humanas e de macacos toca uma antiga linha de ansiedade: que estranhos seres híbridos estamos criando, e porquê?

Entidades vivas com células ou tecidos de mais de uma espécie são tecnicamente chamadas de quimeras, nome de um monstro lendário que Homero descreveu na Ilíada como “fronte de leão e traseiro de serpente, um bode no meio”. Há muito tempo sabemos que esses animais de partes encaixadas são possíveis. Uma quimera com uma mistura de tecidos de cabra e carneiro, chamada geep, com cabeça de cabra, mas corpo lanoso de carneiro, foi relatada em 1984. As quimeras geralmente são feitas com a transferência de células-tronco, capazes de se transformar em vários tipos de tecidos, de uma espécie para o embrião de outra. Em algumas circunstâncias, as células estrangeiras podem continuar a crescer e prosperar em seu novo hospedeiro.

O incômodo provocado por tais combinações biológicas é consideravelmente maior quando as quimeras contêm células humanas. Mas estas também são conhecidas há anos. Células-tronco embrionárias humanas foram inseridas em fetos de carneiros e embriões de ratos, coelhos e porcos. Algumas conseguem sobreviver durante dias. Tais experimentos poderiam evocar ecos grotescos do cientista louco de H.G. Wells, o Doutor Moreau, que “humanizava” animais por meio de cirurgia. Mas há bons motivos para eles. Em particular, a escassez de órgãos humanos para transplante, como rins, o que leva a muitas mortes potencialmente evitáveis por falência de órgãos, poderia ser solucionada pelo cultivo de órgãos “humanos” em animais.

Vários anos atrás, os biólogos japoneses Hiromitsu Nakauchi e Toshihiro Kobayashi criaram um truque para que células de outra espécie injetadas em um embrião se desenvolvessem exatamente no órgão desejado. Eles criaram um “nicho” para as células estrangeiras ao modificar geneticamente os embriões dos animais para que eles pudessem produzir por conta própria o órgão-alvo, por exemplo, um fígado. Então, o embrião usará as células-tronco do hospedeiro para fazê-lo. A técnica mostrou-se funcional para cultivar órgãos de ratos, como pâncreas, em camundongos, e vice-versa. Mas os roedores, obviamente, não podem ser hospedeiros de órgãos humanos completos. Para isso há necessidade de um animal maior. Em 2017, uma equipe liderada por Juan Carlos Izpisua Belmonte, no Instituto Salk em La Jolla, na Califórnia, mostrou que células-tronco humanas adicionadas a embriões de porcos podiam sobreviver por até quatro semanas.

Em contraste com as quimeras de rato-camundongo, as células humanas cresciam, no entanto, apenas em proporções pequenas e cada vez menores, insuficientes para gerar tecidos e órgãos humanos. “Foi um resultado decepcionante”, disse Jun Wu, que era pesquisador de pós-doutorado na equipe de Salk e hoje está no Centro Médico Southwestern da Universidade do Texas, em Dallas. “Por que é tão difícil as células humanas sobreviverem?”

lzpisua Belmonte desconfia que é porque somos parentes muito distantes dos porcos: nosso ramo da árvore evolucionária divergiu do deles há 90 milhões de anos. Por isso ele e seus colegas, colaborando como grupo de Weizhi Ji na Universidade de Ciência e Tecnologia Kunming em Yunnan, na China, agora fizeram quimeras de humanos com macacos. Como nossa relação evolutiva com os macacos (os pesquisadores usaram animais do gênero Macaca) é mais próxima – nós divergimos há cerca de 20 a 30 milhões de anos -, os pesquisadores imaginaram que os dois tipos de células poderiam se dar melhor e esperavam descobrir mais sobre o que promove sua compatibilidade. “Se conseguirmos aprender sobre a comunicação entre as células, poderemos melhorar o trabalho com porcos”, disse Wu.

Dos 132 embriões quiméricos feitos pelos pesquisadores e cultivados numa placa, a maioria morreu antes do 17º dia após a fertilização. Apenas três continuavam vivos no 19°dia. Mas os pesquisadores dizem que, em geral, as células humanas pareciam se integrar melhor com aquelas de macacos do que com as de embriões de porcos. Vários embriões ainda continham de 4% a 7% das células humanas no 15º dia.

Isto significa que as quimeras de humanos e macacos podiam suportar misturas mais íntimas e extensas dos dois tipos de células, com menos previsibilidade sobre onde elas acabariam crescendo. Nakauchi, hoje na Universidade Stanford, na Califórnia, diz que a ética desses experimentos é mais perturbadora se eles gerarem “animais ambíguos, como um porco com rosto ou cérebro humano”. Isso poderia ser impossível até em princípio, dada a distância evolucionária entre porcos e humanos, mas para os macacos é menos claro. Por isso devemos evitar fazer quimeras de humanos e animais com um grande componente humano, diz ele – e talvez usar células-tronco humanas geneticamente modificadas que não possam fazer células cerebrais. Wu concorda, mas salienta que eles nunca pretenderam implantar qualquer um de seus embriões quiméricos para crescimento mais longo. O objetivo não é cultivar órgãos humanos em macacos. Ele não pensa que isso deva ser contemplado se não sabemos onde as células humanas poderão acabar. “O que importa para mim é aonde as células humanas vão e quantas existem”, diz a bióloga Marta Shahbazi, que trabalha em desenvolvimento de embriões na Universidade de Cambridge. “Se os limitarmos exclusivamente a um órgão de interesse, como o pâncreas, tudo bem: um camundongo com um pâncreas feito de células humanas não é ‘humano’ em um sentido importante. Mas para um camundongo com células-tronco humanas espalhadas por todos os tecidos a resposta não está clara. E para um macaco as coisas ficam ainda mais imprecisas.”

Alfonso Martinez Arias, biólogo desenvolvimentista na Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, pensa que as afirmações de Izpisua Belmonte e colegas são completamente exageradas, de qualquer modo. Ele acredita que tudo o que eles realmente mostraram é que, quando algumas células humanas são acrescentadas a embriões de macacos, elas se tornam moribundas. “Se acrescentar algumas células estranhas que tornem mais difícil para o embrião sobreviver, o que você aprendeu dessa entidade biológica doente? “, pergunta. “As quimeras de humanos e macacos não virão logo, e muitas talvez nunca cheguem. Em todo caso, não precisamos delas nem para responder a perguntas biológicas, nem para solucionar problemas associados a doadores de órgãos.”

Mesmo assim, outras quimeras de humanos com animais certamente surgirão, mas elas são proibidas em muitos países. Nakauchi mudou-se do Japão para os Estados Unidos para escapar de tais restrições, ironicamente para encontrar uma moratória das verbas federais a esse tipo de pesquisa em 2015. A proibição no Japão foi cancelada em 2019, mas mesmo assim Nakauchi diz que as novas diretrizes tornam “praticamente muito difícil conseguir a aprovação”. Essa hesitação o frustra: “Órgãos cultivados em animais poderiam transformar a vida de milhares de seres humanos que enfrentam a falência de órgãos. Eu simplesmente não entendo porque continua a haver resistência”. lzpisua Belmonte insiste que seu trabalho em quimeras de humanos com macacos prestou “total atenção às considerações éticas”.

Até recentemente, as quimeras de humanos com animais eram material para lendas e folclore, dificilmente uma boa base para se fazerem avaliações éticas. Mas a história das deliberações em concepção assistida mostra que tais histórias têm uma tendência perigosa a mudar nossa percepção quando não se oferece algo melhor. As questões precisam de ampla discussão pela sociedade, mas estas poderão acompanhar o ritmo da ciência?

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Alter Planet Action. Outras Ações Planetárias.

M3tas e M3táforas p4ra $ustentbilidad3 soci0800 @mbiental

Enjoy your life!

The story of your life

バナー工房(旅立ちから)

「旅立ちから」移転しました。

Emmanuel Silva Pinto

Sobre direito do trabalho.

The world and its inhabitants

in this site the writer is trying to writing about a big creation of this world

PrestaBlogs Updates.

The Home OfPresent And Future Music Stars

Universo de Lua

Estudos Teológicos, Matérias sobre Liderança, Gestão, Psicologia e Atualidades

PENSER TIMES

Just another WordPress site

Hope237

Hello everyone et bienvenue sur mon blog . Êtes-vous intéressée par ce qui se passe à l'autre bout du monde ? Alors abonnez-vous pour ne rien manquer de cette belle aventure humaine .🥰 Premièrement , j'ai pris l'initiative de créer ce site à caractère humanitaire afin de dénoncer et d'exposer les injustices que subissent les personnes vulnérables dans mon pays le Cameroun 🇨🇲 . L 'objectif étant de créer un jour l'association Hope237 pour soutenir les couches fragiles de la société camerounaise. Deuxièmement , j'aimerais que mes futurs lecteurs découvrent mon pays le Cameroun 🇨🇲 à travers son histoire ,sa géographie ,sa mixité de culture , sa gastronomie , ses paysages et ses lieux touristiques. Qui Sait ? peut être vous avez là votre prochaine destination touristique.😇🌍🌎🌏 ❤️ LGBTQ friendly because love is all we need in this World♥️🏳️‍🌈

What Show Is This

This site is everything about PR, Lifestyle, Entertainment & Sport.

هلوسة ذاتية

"أملك من الذكاء ما يكفي لتدمير حياتي بنفسي"

Sci-Fi Jubilee

Sci-Fi News & Reviews

Still normal.

Ups and down everyday, let us make dailyliving normal.

Spiritual healing for Love back and solve all problem

Get All Love problem Solution in just 2 days by spiritual healing specialist astrologer. Call and Whatsapp Now +91 7678205180

Anaklarah's alive words

Onde as palavras ganham vida própria!

Missionário Carlos Terremoto

um vaso nas mãos de Deus

Printer Drivers

Driver Downloads

WILLIAMS WRITINGS

A personal Blog of poetry and all things Scottish.

%d blogueiros gostam disto: