EU ACHO …

O MEDO DE ERRAR

A um suíço inteligente perguntamos uma vez por que não havia propriamente pensamento filosófico na Suíça. Como resposta, nosso interlocutor lembrou-me que seu país tem três raças, quatro línguas. De onde podemos concluir, três ou quatro pensamentos. Que esta nação que funciona, digamos, quase perfeitamente, precisa constantemente procurar um equilíbrio, fazer uma suma de ideias, reduzi-las àquela que, sem ferir completamente as outras, satisfaça mais ou menos a todos. Assim, quem pensa espera de antemão uma vitória apenas média. As ideias de cada um se encontram e param no seu ponto de contato com as outras. Ora, o pensamento filosófico é por excelência aquele que vai até o seu próprio extremo. Não pode admitir transigências, senão a posteriori. Nenhuma obra filosófica poderia ser construída tendo como um de seus princípios tácitos a necessidade de se chegar somente até certo ponto.

Este é mais um dos aspectos da neutralidade suíça. Esta não funciona apenas em relação a fins exteriores. É um princípio que dirige a paz interna, exatamente tendo em vista a mistura de raças. É um princípio, mais do que de paz, de apaziguamento. Ser neutro não é solução a determinado caso, ser neutro tornou- se, com o tempo, uma atitude e uma previdência.

Esse admirável país encontrou sua fórmula própria de organização social e política. Mas que pouco a pouco estendeu-se a uma fórmula de vida.

O amálgama de tendências e necessidades formou uma cultura e entranhou-se de tal forma nos indivíduos que, se esta nação não fosse formada de vários grupos raciais, se poderia cair na facilidade de falar em caráter racial.

Pode-se falar no entanto em caracteres nacionais – e um dos mais evidentes é o da atitude mental de precaução.

A impressão que se tem de um suíço é a de um homem que vive em segurança e, mais do que isso, que sofre da ânsia de segurança. A propósito disso poder-se-iam lembrar várias causas gerais, como situação geográfica, dificuldade de produção agrária etc.

Essa atitude de previdência encontra, a cada momento, motivo de se concretizar. E se estende até onde já seria desejável que se interrompesse.

Assim, por exemplo, é comum, pelo menos em Berna, ver-se metade de uma plateia retirar-se antes de começarem as músicas modernas. Às vezes antes de peças que serão executadas pela primeira vez na Suíça.

No entanto o povo suíço gosta realmente de música, sinceramente, sem nenhum esnobismo. O fato é motivado particularmente pelo horror que o povo tem pela música moderna ou pela literatura moderna ou pela pintura moderna: a palavra moderna soa um pouco como escândalo, como aventura ainda suspeita. Porém, mais amplamente e mais profundamente, esse fato vem de que o suíço teme errar na sua admiração.

Os suplementos literários de jornais suíços descobrirão cartas sepultas de Vigny – adivinharão pensamentos ocultos de Madame de Staël – atacarão, mesmo com certa ferocidade cômoda, o várias vezes falecido Renan – desculparão Victor Hugo nas suas brigas com amigos – e se aparece oportunidade de comemoração de centenários as páginas se cobrirão de comentários a respeito; há mais centenários na terra do que um homem atual pode prever.

Não é apenas por gosto e por respeito à tradição. É medo de se arriscar. Um escritor vivo é risco constante. É homem que pode amanhã injustificar a admiração que se teve por sua obra com um mau discurso, com um livro mais fraco.

O povo suíço nada recebeu gratuitamente. Tudo nessa terra tem marca de nobre esforço, de conquista paciente. E não foi pouco o que eles conseguiram – tornar-se um símbolo de paz.

Esse estado de alta civilização – onde a expressão homem civil tem realmente um sentido e uma força – eles o manterão a todo custo, com austera previdência, com dura disciplina mental, com a precaução contra o erro.

O que não impede que tanta gente, em silêncio, se jogue da ponte de Kirchenfeld, sem que os jornais sequer noticiem para que outros não o repitam. De algum modo há de se pagar a segurança, a paz, o medo de errar.

*** CLARICE LISPECTOR

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Key of All Secret

Adding Rythms to Thoughts

Naykelly_fotografias

Incríveis fotos do céu pra vocês

sosnaoestacerto

ajuda para a violencia domestica no trabalho e no namoro

Free Tantrik Aghori baba ji in India - Vashikaran free of cost

Free aghori baba, free tantrik, love problem solution, love marriage specialist,

Ventana literaria

La poesía es la libertad del alma.

Au'Pearce

Headed in the Right Direction

Marcos Denis Botelho

Projetos | Petróleo e Gás | Vendas On-line

Lembrar para não esquecer...

São memórias escritas em forma de crônicas e contos...

Prof.crisluked

Aqui o professor encontra sugestões de leituras, estudos e materiais.

SÜDAMERIKA LINK

This site is created for the purpose of Repatriating in digital format the Brazilian collections under the guardianship of Austrian Archives, Libraries and Museums.

Yve Laran

WRITER

Oliveira

Buscar a defesa das pessoas nos momentos importunos em que o mundo se apresenta – A PAZ É O NOSSO IDEAL.

Corpo e Sujeito

Somos um espaço direcionado à pessoas que precisam de cuidado e atenção com a saúde e bem estar global. Buscamos atender, dentro do possível, as necessidades individuais e do grupo de forma variada. Em alguns casos, é preciso criar lastro. O ser humano busca um determinado objetivo, mas, nem sempre o seu corpo esta preparado para os seus sonhos. É por isso, que precisamos de orientação especializada e experiente nas mais diversas situações.

O Renovo da Águia?

Aqui voce encontrará motivos para você não querer mais desistir. Você encontrará entrará num momento onde consiguirá enxergar que há momentos na nossa vida que já não temos força de continuar e existe um processo para você renovar suas forças e como a Águia voltar dar o seu voo mais alto e mais renovado do que antes.

Olho na Carreira de Sucesso

Site destinado a ajudar pessoas na Carreira profissional. E parcerias entre empresas

Teoria da Consultoria

Aprimorando conhecimento em gestão empresarial

Si quieres conocerme, mírame a los ojos

This WordPress.com site is the bee's knees

%d blogueiros gostam disto: