EU ACHO …

O RITUAL

Enfeitar-se é um ritual tão grave. A fazenda não é um mero tecido, é matéria de coisa. É a esse estofo que com meu corpo eu dou corpo. Ah, como pode um simples pano ganhar tanta vida? Meus cabelos, hoje lavados e secados ao sol do terraço, estão da seda mais antiga. Bonita? Nem um pouco, mas mulher. Meu segredo ignorado por todos e até pelo espelho: mulher. Brincos? Hesito. Não. Quero a orelha apenas delicada e simples – alguma coisa modestamente nua. Hesito mais: riqueza ainda maior seria esconder com os cabelos as orelhas. Mas não resisto: descubro-as, esticando os cabelos para trás. E fica de um feio hierático como o de uma rainha egípcia, com o pescoço alongado e as orelhas incongruentes. Rainha egípcia? Não, sou eu, eu toda ornada como as mulheres bíblicas.

*** CLARICE LISPECTOR

OUTROS OLHARES

UMA VIDA COM MAIS CORES

Com o incremento de nanopartículas de ouro em lentes de contato, pessoas que têm dificuldade em distinguir os tons vão poder compensar a deficiência

O daltonismo é um distúrbio ocular hereditário, genético, que impede o olho humano de diferenciar colorações vermelho-verde e que não tem cura. Quem é daltônico vê as imagens com uma tonalidade acinzentada. No momento, a ciência pesquisa algumas alternativas para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas como óculos com objetiva de vidro colorido e lentes de contato impregnadas de corantes orgânicos capazes de contrabalancear a anomalia. No entanto, a mais promissora tentativa de reverter o daltonismo é um estudo da Sociedade Americana de Química: lentes de contato equipadas com nanopartículas de ouro que se mostraram eficazes para melhorar a percepção de cores. Essas lentes foram constituídas a partir da junção de ínfimas partes do metal incorporadas ao material hidrogel das lentes. E por que se mostraram mais eficientes? Lentes com nanocompósitos de ouro demonstraram maior capacidade de retenção de água e isso melhorara a filtragem das cores.

Essa forma da deficiência, o daltonismo vermelho-verde, acomete 95% dos portadores da doença, na maioria das vezes, homens, 98% dos casos. De acordo com a OMS, o daltonismo atinge 350 milhões de pessoas no mundo, sendo oito milhões no Brasil. “Ao se confirmar, a nova lente vai representar uma mudança de paradigmas para essas pessoas”, afirma Leon Grupenmacher, oftalmologista e professor da Escola de Medicina da PUC do Paraná. O especialista diz isso porque pessoas daltônicas adultas podem ser impedidas de exercer algumas profissões devido à anomalia. A utilização das lentes com nanopartículas de ouro ainda não está disponível no mercado, pois há etapas desafiadoras para ultrapassar. “Daltônicos podem ter alguma deficiência de grau a ser corrigida”, diz o professor. Dessa forma, figuras públicas como a jornalista Ana Furtado, o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton e o dono do Facebook, Mark Zuckerberg, vão ter que continuar usando dispositivos paliativos para equilibrar os tons.

ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE SABEDORIA PARA A ALMA

DIA 11 DE ABRIL

A ESPERANÇA ADIADA ADOECE O CORAÇÃO

A esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é árvore de vida (Provérbios 13.12).

A esperança é o oxigênio da vida. Se ela falta, perecemos. Se ela se adia, o coração adoece. O anseio satisfeito, porém, é árvore de vida. A vida é feita de decisões. Não somos aquilo que falamos, mas o que fazemos. Não é sábio deixar para depois aquilo que podemos fazer hoje. Não é sensato empurrar com a barriga decisões que precisam ser tomadas com presteza. Não é prudente jogar para debaixo do tapete aquilo que precisamos resolver com agilidade. A esperança adiada entristece o coração. Talvez você tenha deixado para depois aquela conversa que precisaria ter com seu cônjuge, com seus filhos ou com seus pais. Talvez você venha fugindo da responsabilidade de tomar algumas decisões na sua vida. É melhor o desconforto do confronto do que a posição confortável da omissão. Não espere mais para falar, agir e posicionar-se. Levante-se e seja forte. Ninguém pode assumir o seu lugar e tomar as decisões que são de sua exclusiva responsabilidade. Rompa esse ciclo vicioso. Sacuda a poeira. Ponha o pé na estrada. Mantenha a visão do farol alto. Suba nos ombros dos gigantes e comece uma marcha vitoriosa na vida. Não deixe para amanhã o que você precisa fazer hoje!

GESTÃO E CARREIRA

TESTE – COMO ANDA SEU NETWORKING?

O networking é uma poderosa ferramenta estratégica de marketing para a sua empresa, independentemente do segmento que você ocupe, pois possibilita melhor visibilidade do seu negócio no mercado, aumentando, assim, as chances de melhorar seus resultados. Por isso, é fundamental fortalecer a sua rede de contatos na vida profissional.

O networking acontece em muitos momentos, desde aquela conversa em um bar até um encontro em uma reunião de negócios. Pode ocorrer também por meio de networking profissional, o que possibilita ainda maior resultado.

Há muito tempo fazer networking está além de trocar cartões de visitas e esperar até que um dia você seja contatado. O networking profissional tem sido utilizado de maneira inteligente, pois ele traz propósito para o relacionamento, por meio da confiança que se estabelece entre as partes, assim, gerar mais negócios e uma consequência.

Vamos verificar como está a sua construção de relacionamento, pelo teste a seguir, e depois validar quais pontos você precisa olhar com mais cuidado e desenvolvê-los de maneira significativa. Isso diz muito sobre pessoas e networking.

O propósito para essa construção é justamente entender e possibilitar amadurecimento, pois há mais significado quando isso acontece “de dentro para fora”, por isso essas perguntas trazem grandes reflexões sobre o perfil comportamental das pessoas.

1. A sua rede de contatos atual está formada por:

A. Parceiros de negócios, fornecedores e empresários de outros segmentos.

B. Ex-colegas de trabalho, empresários do meu setor.

C. Apenas amigos com os quais troco experiências de temas atuais.

2. Como tem sido a construção do seu relacionamento com seus colaboradores?

A. Tenho realizado treinamentos constantes com os meus colaboradores, reafirmando a cultura da empresa, assim como os valores implícitos e explícitos por meio dos meus produtos e serviços.

B. Tenho atuado pontualmente, mediante as demandas que aparecem em dificuldades apontadas pelos meus colaboradores ou pelos clientes.

C. Não tenho dado a devida importância para a questão da cultura organizacional, assim como não treino as pessoas para estarem por dentro dos valores apresentados da empresa.

3. Como tem sido o seu relacionamento com os clientes?

A.  Tenho feito follow-up com meus clientes e validado a boa experiência no meu processo de vendas.

B. Quando acontece alguma situação a gerenciar, tenho me empenhado para resolver os problemas do meu cliente.

C. Não tenho dado a importância devida ao follow-up para os meus clientes.

4. Como você tem se relacionado com os seus concorrentes?

A.  Tenho estudado constantemente o mercado e buscado me relacionar de maneira saudável com os meus concorrentes locais e mais distantes.

B. Tenho observado o que meu concorrente faz como diferencial de mercado e avalio a importância de fazer algo parecido.

C. Não tenho notado quais as estratégias que meus concorrentes têm utilizado para melhorar a comunicação com os clientes do nosso segmento.

5. Como você tem se posicionado em seu mercado?

A. A comunicação da minha empresa está bem alinhada, por meio de site, mídias sociais, interação com clientes e colaboradores, e sempre estou aberto a novas ideias.

B. A comunicação da minha empresa inclui site e mídias sociais, mas essas ferramentas precisam ser atualizadas.

C. Não tenho conseguido dar a importância necessária para a construção e comunicação da identidade da minha empresa.

6. Você tem construído relações significativas e duradoras?

A. Sim, tenho fidelizado boa parte dos meus clientes e mantido relações de longa data com meus parceiros de negócios e fornecedores.

B. Tenho conseguido manter relacionamentos que foram construídos de 3 a 5 anos atrás.

C. Não tenho conseguido manter relacionamentos duradouros e preciso dedicar mais tempo para iniciar processos de relações mais significativas.

7. Como você se sente quando um amigo, parceiro de negócio ou colaborador prospera financeiramente por meio da sua contribuição ou influência?

A. Me sinto feliz e motivado a ajudar ainda mais os meus colegas.

B. Me sinto bem e penso que também poderia estar comemorando.

C. Eu não tenho conseguido ajudar os meus parceiros de maneira assídua, talvez tenha que pensar em melhorar a minha interação em conectar pessoas.

8. Como você tem ampliado a sua rede de relacionamentos?

A. Por meio de reuniões de negócios, contato com clientes e parceiros.

B. Sempre que tenho oportunidade, busco ampliar a minha rede de relacionamentos.

C. Não tenho conseguido me organizar para essa construção de relacionamentos.

9. Com que frequência você tem investido tempo para participar de eventos/reuniões de networking?

A. Tenho feito encontros semanalmente.

B. Tenho me esforçado para fazer sempre que posso.

C. Não tenho participado de nenhum movimento de networking.

10. Antes de participar de algum evento de networking, você:

A. Pesquisa sobre o evento de que participará e busca entender que tipo de pessoas encontrará no evento.

B. Dedica tempo para pesquisar sobre os eventos, mas não consegue saber mais informações.

C. Precisa dedicar mais tempo para saber sobre os eventos, mas não se esquece de levar cartões de visita.

11. Quando conhece um contato em potencial, como você se comporta?

A. Busco me conectar com o contexto no qual aquela pessoa atua e elenco sim ilar idades entre nossa vida e nossas atividades profissionais.

B. Faço uma apresentação profunda e busco destacar três fatores importantes dos quais não gostaria que essa pessoa se esquecesse.

C. Faço uma breve apresentação, falo sobre o meu negócio e entrego meu cartão de visita.

12. Após participar dos eventos, como você mantém contato com essas pessoas?

A. Envio uma mensagem por celular e ligo em momento oportuno.

B. Envio uma apresentação da minha empresa por e-mail.

C. Preciso melhorar a minha interação pós-encontro com as pessoas que tenho conhecido.

13. Em qual ordem você estabelece maior contato/ comunicação com outras pessoas?

A. Encontro pessoal, telefone e contato virtual.

B. Telefone, contato virtual e encontro pessoal.

C. Contato virtual, telefone e encontro pessoal.

14. Você teve crescimento no seu faturamento com a prática do networking?

A. Sim, obtive retornos financeiros significativos.

B. Tive retorno financeiro, mas bem longe do que esperava.

C. Não tive retorno, mas sei que devo melhorar meu relacionamento.

RESULTADOS

MAIORIA DE RESPOSTAS A

EXCELENTE – Você tem investido positivamente para o desenvolvimento do networking em seu negócio e compreende que, por meio de relacionamentos duradouros, você melhora a sua visibilidade no mercado e os resultados da sua empresa. Continue assim e fortaleça ainda mais a relação de confiança com os seus amigos e parceiros de negócios. Ampliar a sua rede de contatos é o que você precisa continuar fazendo.

MAIORIA DE RESPOSTAS B

ATENÇÃO – Você está no caminho certo; compreende a importância do networking para o seu negócio e o significado dele para melhorar o seu relacionamento empresarial, mas não pode perder o foco de que precisa melhorar o seu posicionamento e construir uma relação significativa com as pessoas com quem se relaciona. Networking está muito além de fazer novos contatos, networking significa compreender a importância em fideliza-los e mantê-los sempre perto de você. Busque alguém que faça isso com excelência e melhore o seu posicionamento a fim de continuar investindo tempo para melhorar seu relacionamento.

MAIORIA DE RESPOSTAS C

RISCO – Muitos segmentos do mercado têm mais efetividade quando são indicados por amigos, parceiros e clientes. É importante construir essa relação com as pessoas e melhorar a sua visibilidade e posicionamento de mercado. Busque investir tempo para desenvolver essa potente ferramenta de relacionamentos com significado para o seu negócio, pois ela pode auxiliar você de maneira a encontrar resultados, inclusive financeiros, positivos. Aprender a fazer networking é importante e essa é uma competência que você pode desenvolver.

A PSIQUE E AS PSICOLOGIAS

BENEFÍCIOS COGNITIVOS DO ESPORTE

As vantagens das atividades físicas vão muito além de queimar calorias: na infância, ajudam a desenvolver as funções executivas, cruciais para o sucesso do aprendizado

Se quisermos alcançar melhores resultados acadêmicos devemos investir mais tempo em atividades intelectuais, certo? Essa é a lógica que molda o sistema educacional atual, provocando o redirecionamento para a sala de aula do tempo – ou ao menos uma parte dele – que antes era dedicado a atividades lúdicas, artísticas e esportivas. Mas não está funcionando. Prova disso está na quantidade cada vez maior de alunos desatentos, impulsivos e ansiosos. O problema é que esse modelo está desconsiderando o fato de que o intelecto não se desenvolve sozinho: ele se forma juntamente – e de maneira interconectada – aos aspectos físico, social e emocional da criança.

Desenvolver essas outras dimensões do ser humano não apenas garante a formação de indivíduos felizes e saudáveis: é fundamental para o sucesso da própria capacidade intelectual. Mais que receber informações, crianças precisam aprender a controlar seus impulsos e sua atenção. Precisam dividir e esperar a vez do outro; resolver conflitos sociais; lidar com frustrações e derrotas; sentir-se valorizadas e parte de uma equipe; praticar o equilíbrio, coordenação motora e agilidade física. Não é na carteira escolar que essas habilidades se desenvolvem. É na quadra esportiva, na sala de dança ou no tatame.

Muito se fala da importância do esporte para a saúde e vigor físico da criança e como forma de combate à obesidade. Uma função relevante, mas que não ganha em importância dos tantos outros benefícios trazidos pelo esporte. A prática esportiva – especialmente das modalidades que exigem mais disciplina e estratégia, como dança, artes marciais e jogos em equipe – trabalha várias habilidades que formam as chamadas funções executivas, essenciais para a formação de um indivíduo bem-sucedido em todos os aspectos possíveis. São as últimas habilidades a amadurecer nas pessoas e também as primeiras a enfraquecer quando envelhecemos.

Entre as funções executivas fundamentais estão a memória de trabalho, que é a capacidade de manter as informações na mente para poder manipulá-las ou reproduzi-las, e a

flexibilidade cognitiva, que envolve a maneira criativa de pensar e de solucionar problemas. Outra função executiva é o controle inibitório, que é a autodisciplina, a capacidade de controlar as próprias emoções e ações; de selecionar o foco, a atenção, de não ceder a tentações e não agir impulsivamente. Quem convive com crianças hiperativas e desatentas sabe o quanto essas habilidades são cruciais no desempenho social e acadêmico da criança.

Aumentar o número de atividades intelectuais e forçar o aluno a se concentrar no conteúdo acadêmico são táticas que vêm se mostrando bastante falhas – basta observar o salto no número de crianças que acabam recebendo estimulantes para conseguir prestar atenção. Pouco é falado, infelizmente, do papel transformador que o esporte pode exercer na vida dessas crianças, exercitando a autodisciplina de forma intensa e divertida, como nenhuma outra atividade exercita.

A falta de autocontrole na infância é um preditor maior de problemas no futuro que fatores como histórico familiar, coeficiente de inteligência (QI) e situação socioeconômica. Essa constatação foi feita em um estudo realizado ao longo de 30 anos por pesquisadores de diversas universidades americanas e canadenses. Segundo o estudo, que avaliou mil indivíduos, aqueles que na infância apresentavam menos impulsividade e mais controle sobre suas ações se transformaram em adultos mais saudáveis e bem-sucedidos profissionalmente, com menor chance de sofrer com abuso de substâncias e obesidade ou de se envolver em crimes.

Para comprovar a relação do esporte com o desenvolvimento das funções executivas, pesquisadores da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, testaram 171 crianças sedentárias antes e depois de um programa de 13 semanas de exercício físico. Foi confirmado um aumento de atividade no córtex frontal bilateral, associado às funções executivas, e uma melhora nos testes de inteligência, especialmente de raciocínio lógico.

Diversas pesquisas já haviam demonstrado o papel do esporte no desempenho cognitivo de adultos e crianças. Uma das explicações é o maior fluxo sanguíneo no córtex cerebral, favorecendo o aumento de sinapses e também o nascimento de novas células nervosas. A neurogênese – surgimento de novos neurônios – ocorre especificamente no hipocampo, região responsável pela memória. Níveis excessivos e prolongados de estresse afetam essa estrutura, que geralmente se apresenta alterada em pessoas com depressão. Assim, além dos ganhos cognitivos e físicos, as atividades esportivas reduzem a chance de crianças e adultos sofrerem as consequências do estresse, como ansiedade e depressão.

O esporte, a dança, o circo e as brincadeiras existem há milênios, em todas as culturas, por um bom motivo: cumprem uma importante função no desenvolvimento de diferentes habilidades que são inter-relacionadas e que suportam a formação intelectual. Assim, práticas que exercitam a desenvoltura física, promovem a interatividade e exigem disciplina podem ser mais significativas no desempenho acadêmico que o aumento de atividades voltadas para a aprendizagem de conteúdo.

MICHELE MULLER – é jornalista com especialização em Neurociência Cognitiva e autora do blog http://neurocienciasesaude.blogspot.com.br

Interior Design And Decor Ideas

Here, we are going to unveil the Modern and Trending interior design ideas.

Chihuz Eats

COOKING AND BAKING.

JaZzArt en València

Faith saved us from the savages that we were, losing faith makes us savages again

erkekler soruyor

umutlar bir vadiye mahkum ...

YOUNGREBEL

Blog about life, positivity, selfcare, food and beauty.

Big Dreams

Quotes, Stories and life tips by Author Ceco

tlcof

True love cast out fear

pflkwy

Blog sobre notícias e política com um viés de esquerda, onde os bravos nunca ousaram percorrer e que não espere deste o obsequioso silêncio dos covardes, amortecendo consciências, desarmando resistências que só no fátuo da retórica da ideia, da moral e da ética é que se venera seu oponente evitando a sedição!

When The Soul Writes

A Place For Readers

Mila Detti

"Antes y después el mundo se ha hecho pedazos y hay que nombrarlo de nuevo, dedo por dedo, labio por labio, sombra por sombra." Julio Cortazar.

Chica de Campo

Your country girl living the country life!

Infinitividades

Alguns Pedaços de Eternidade

Realismo Antimágico

Los propios dioses