ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE CONSOLO PARA A ALMA

DIA 24 DE NOVEMBRO

CONTINUIDADE E DESCONTINUIDADE

E, quando semeias, não semeias o corpo que há de ser… (1Coríntios 15.37a).

O apóstolo Paulo diz que na ressurreição haverá continuidade e descontinuidade. Continuidade porque a pessoa que morre é a mesma que ressuscitará; descontinuidade porque o corpo que será semeado no túmulo não é o mesmo ressuscitado. Paulo acrescenta que o corpo é semeado na corrupção e ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita-se em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscita-se em poder. Semeia-se corpo natural, ressuscita-se corpo espiritual. O corpo da ressurreição será belo, perfeito e poderoso, semelhante ao corpo da glória de Cristo. O profeta Daniel diz que os que forem sábios resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça serão como as estrelas, sempre e eternamente. O corpo é pó e ao pó voltará. Voltará ao pó como uma semente. O que semeia não nasce se primeiro não morrer. E, quando se semeia, não se semeia o corpo que há de ser. Quando Jesus voltar em sua majestade e glória, os mortos ressuscitarão: uns para a ressurreição da vida e outros para a ressurreição do juízo.  Naquele grande dia, o corpo corruptível se revestirá de incorruptibilidade, e o corpo mortal se revestirá de imortalidade. A morte, o último inimigo a ser vencido, cobrirá sua cara de vergonha e será lançada no lago de fogo; e nós, triunfantes, estaremos para sempre com o Senhor, desfrutando da bem-aventurança eterna que ele preparou para aqueles que o amam.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.