A PSIQUE E AS PSICOLOGIAS

LIDANDO COM OS ERROS

Todos os dias são oportunidades para começarmos de novo

É interessante notar as diferentes formas com que Judas e Pedro lidaram com seus erros. Os dois negaram e traíram Jesus diante dos outros. Judas o vendeu aos sacerdotes fariseus e Pedro negou conhecê-lo ao ser confrontado. O objetivo era a autopreservação. A motivação, o medo. Mas eles foram diferentemente tocados por suas ações. Judas não lidou com sua falha e se enforcou. Pedro, quebrantado chorou. Judas fez justiça com suas próprias mãos, Pedro confiou no Cristo para perdoá-lo. Um terminou sua vida, o outro terminou com velha vida e começou uma nova. Pedro era de fato a rocha, mas uma rocha que quebrou, para que Cristo o alcançasse. Como um homem “quebrado”, Pedro recebeu a Graça, sendo reestabelecido como discípulo com uma nova comissão. Diante de um erro, tornamo-nos nosso promotor e juiz, sentenciamo-nos a condenação e a constante necessidade de expiação. Judas encontrou na morte, como punição máxima, a redenção de seu pecado. Pedro encontrou vida na presença de Jesus e por Sua Graça foi remido. Ações erradas não sublimam diante do perdão de Cristo, lidamos com todas as consequências, a diferença é que ao contrário de Judas, ainda que falhos, o amor de Deus permanece incondicional. Ele não muda diante de nossas escolhas, mas nós somos transformados quando escolhemos Seu perdão. Buscar o perdão de Cristo e acreditar que Ele é o único a fazê-lo é um prelúdio de profundas mudanças em nossas vidas através de Seu amor. A Palavra de Deus nos ensina que as misericórdias do Senhor se renovam em nossas vidas todas as manhãs. Diante disso, podemos concluir que todos os dias são oportunidades para começarmos de novo e isso significa que podemos escolher a forma com que lidamos com nossos desafios, como Judas, sendo nossos verdugos, ou como Pedro, nos voltando ao nosso criador, como filhos pródigos que retornam aos braços do Pai.

CÁSSIA DE FIGUEIREDO FREITAS, como Pedro, depende e busca diariamente o amor vivificador do Pai, através de Jesus, o Cristo.

cassiafreitas7@gmail.com

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.