ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE CONSOLO PARA A ALMA

DIA 26 DE AGOSTO

PERDOAR NÃO É FÁCIL, MAS NECESSÁRIO

Suportai-vos uns aos outros; perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós (Colossenses 3.13).

O grande escritor C. S. Lewis disse que é mais fácil falar de perdão que perdoar. É verdade! Falar de perdão é fácil; difícil é perdoar quem nos machuca. O perdão, porém, não é uma opção, mas uma necessidade. Guardar mágoa é autofagia, é autodestruição, é a mesma coisa que você se ferir mortalmente pensando que está ferindo seu desafeto. Quem não perdoa não tem paz.  Há famílias atormentadas pela falta de perdão vivendo na masmorra da mágoa. Quem não perdoa não pode orar, ofertar e ser perdoado. O perdão é condição vital para termos saúde física, emocional e espiritual. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente, a alforria do coração.  O perdão cura, liberta e restaura. Constrói pontes onde a mágoa cavou abismos. Não há vida, casamento nem família saudável sem o exercício do perdão. José do Egito foi vítima do ódio consumado de seus irmãos. Sofreu por anos as consequências desse ódio. Mas Deus o restaurou e o honrou. José escolheu perdoar seus irmãos em vez de vingar-se deles. Deu duas provas dessa atitude. Chamou seu filho primogênito de Manassés, cujo significado é “Deus me fez esquecer”. José também deu a melhor terra do Egito a seus irmãos que o maltrataram. O perdão é um ato de misericórdia. É expressão da graça de Deus em nós e por nós.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.