A PSIQUE E AS PSICOLOGIAS

NOVAS DEPENDÊNCIAS

O uso abusivo da internet e de jogos eletrônicos já está entre os novos diagnósticos psiquiátricos

Incontestavelmente, a internet modificou intensamente os processos de comunicação, permitindo que novas formas de entretenimento fossem instaladas. É impossível imaginar o nosso cotidiano sem o uso da internet, pois ela possibilita fazer compras online ou mesmo nos comunicarmos de forma instantânea, independente da distância física, ler notícias em tempo real, pesquisar assuntos diversos, dentre tantas outras vantagens. Juntamente à internet, uma indústria que permanece em constante ascensão há quase cinco décadas e que causa dependência em usos demasiados é a dos jogos eletrônicos, pois são caracterizados como uma forma contemporânea de mídia, que possui seus próprios aspectos estéticos, de interação e demandam o desenvolvimento de estratégias e a compreensão de regras. Além dos jogos, outros temas igualmente relevantes são: a dependência de celular (nomofobia), a dependência de sexo virtual (cibersexo), a ansiedade induzida como resultante de buscas online relacionadas à saúde (cibercondria) e o uso problemático de tecnologia no ambiente de trabalho (cyberslacking). A dependência de sexo virtual, por exemplo, obteve amplo êxito na avaliação dos seus usuários, devido às inúmeras vantagens do seu usufruto, como não haver a necessidade da presença física do parceiro (a) para obter interação sexual, a busca imediata pelo prazer, sem a necessidade do deslocamento para um local de estrutura física real, evita o medo de rejeição e torna­se uma opção segura para a experimentação entre a fantasia e o mundo online.

O uso abusivo da internet e de jogos eletrônicos vem sendo discutido por pesquisadores como parte de novos diagnósticos psiquiátricos. A literatura científica atual revela que a população mundial começa a sofrer consequências de uma dependência tecnológica, como também comprova semelhanças entre o uso de substâncias psicoativas e da dependência de tecnologia. O uso moderado destes periféricos eletrônicos que utiliza da internet traz alguns benefícios, mas usos abusivos apresentam novas psicopatologias. O DMS-5 (O Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais 5ª edição) relacionou o Internet Gaming Disorder – IGD, que em português significa transtorno do jogo pela internet, como expressão diagnosticada deste fenômeno. Apesar do manual revelar a necessidade de que mais pesquisas sejam elaboradas para que ocorra a consolidação deste fenômeno como um novo diagnóstico psiquiátrico, avanços significativos ocorreram neste processo de valoração nosológica (ciência que trata da classificação das doenças). Se você conhece alguém nessas condições, não deixe de indicar o acompanhamento com um profissional qualificado, pois esta pode se aproximar da doença do século, a depressão.

RÉSIA SILVA DE MORAIS – CRP-MG 04/31203, Prof.ª. Psicóloga Clínica em TCC e Psicopedagoga – UFU. Especialista em Terapia Familiar e Hospitalar, Mestre em Psicologia do Saúde – UFU e Doutorando em Ciências – UFU. resiamorais@gmail.com

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Uma consideração sobre “A PSIQUE E AS PSICOLOGIAS”

Os comentários estão encerrados.