ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE CONSOLO PARA A ALMA

DIA 25 DE JULHO

SALVO NA ÚLTIMA HORA

Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto (Isaias 55.6).

Era sexta-feira da Páscoa em Jerusalém. Às 9 horas da manhã, os soldados romanos ergueram três cruzes no topo do monte da Caveira, o conhecido Gólgota. Na cruz do centro estava Jesus, o Nazareno, e de cada lado seu, dois ladrões. No sopé da cruz, o vozerio da multidão proferindo palavras de blasfêmia tornava o quadro ainda mais sombrio. Em meio às agruras do sofrimento, o ladrão da direita foi tocado pela palavra de Jesus proferida na cruz e arrependeu-se de seus pecados. Reconheceu que era culpado e que Jesus era Salvador e Rei. Clamou por misericórdia e, a despeito de ter vivido até o portal da morte como um fora da lei, foi perdoado e salvo. O ladrão arrependido clamou: Jesus, lembra-te de mim, quando vieres no teu reino. Jesus lhe assegurou: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso (Lucas 23.42,43). Não há casos perdidos para Jesus. Não há vida irrecuperável para o Filho de Deus. Não há situação irremediável quando se recorre ao Salvador. O ladrão crucificado à direita de Jesus reconheceu seu pecado e o confessou. Reconheceu que só Jesus salva e a ele clamou. Encontrou perdão na última hora. Recebeu a garantia do céu nos instantes finais de sua vida. Sua salvação não foi fruto de merecimento, mas de graça. O paraíso de Deus lhe foi dado não porque ele o mereceu por suas obras, mas foi um presente imerecido. A graça é maior do que o pecado!

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.