OUTROS OLHARES

RESPEITEM ESSES PROFISSIONAIS

Em todo o mundo, eles lutam para salvar vidas – luta que, muitas vezes, os entristece porque se faz vã. Eles dão tudo de si para nos manter vivos. Eles estão cansados. O vírus e a morte não desistem! Eles, aqui retratados, também não!

Os profissionais retratados nesse ensaio trazem à flor da pele a antiflor do medo da morte. Da morte deles? Não muito, caso contrário não estariam na linha de frente de combate ao coronavírus. Eles trazem, isso sim, o medo da nossa morte. Primeiro, porque a razão de suas existências é nos manter com vida; segundo, porque, na maioria das vezes, são os seus rostos que os graves pacientes da Covid-19 veem pela primeira vez e, ao mesmo tempo, veem pela derradeira vez – desconhecidos rostos que se tornam brevemente conhecidos antes da indução ao coma, antes da intubação, antes da eventual viagem definitiva. Eles são médicos e médicas, enfermeiros e enfermeiras, auxiliares de enfermagem e demais profissionais. Na hora da partida daqueles que o invisível inimigo carregou, eles se tornaram, tudo misturado no mesmo instante, familiares, amigos, amigas, lembranças, desespero, resiliência, revolta, aceitação – se tornam fisionomias que vão se desfocando conforme a medicação avança no corpo para o ingresso no coma, conforme o coma avança no corpo para a necessária e antiestética intubação. Esse momento exaure o mais experiente dos profissionais. Eles dão tudo de si! Eles estão cansados! Respeitem esses profissionais! Pelos hospitais em todo o mundo, o que se vê é um extenuante drama, a planetária antessala da antiflor citada acima – e, ressalte-se, muitos desses profissonais sequer contam com os aparatos de proteção. No Brasil, por exemplo, segundo o Ministério da Saúde, 199.768 profissionais estavam sob suspeição de contaminação até 13 de maio. Confirmados na infecção somavam 31.790 casos. Mortos já encostavam na casa dos 60. E o coronavírus matou mais enfermeiros aqui que nos EUA, país no qual ele se fez uma metralhadora giratória. Motivo: médicos anjos da guarda e anjos da guarda da enfermagem ganham muito pouco no País, e por isso se expõem trabalhando em mais de um lugar.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Blog O Cristão Pentecostal

"Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva. Convertam-se! Convertam-se dos seus maus caminhos!" Ezequiel 33:11b

Agayana

Tek ve Yek

Envision Eden

All Things Are Possible Within The Light Of Love

4000 Wu Otto

Drink the fuel!

Ms. C. Loves

If music be the food of love, play on✨

troca de óleo automotivo do mané

Venda e prestação de serviço automotivo

darkblack78

Siyah neden gökkuşağında olmak istesin ki gece tamamıyla ona aittken 💫

Babysitting all right

Serviço babysitting todos os dias, também serviços com outras componentes educacionais complementares em diversas disciplinas.

M.A aka Hellion's BookNook

Interviews, reviews, marketing for writers and artists across the globe

Gaveta de notas

Guardando idéias, pensamentos e opiniões...

Isabela Lima Escreve.

Reflexões sobre psicoterapia e sobre a vida!

Roopkathaa

high on stories

La otra luna de Picasso

El arte es la esencia de la espiritualidad humana.

%d blogueiros gostam disto: