ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE CONSOLO PARA A ALMA

DIA 01 DE JUNHO

CUIDADO COM AS PAIXÕES INFAMES

Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação (Levítico 18.22).

O homem e a mulher foram criados por Deus, à sua imagem e semelhança. Deus os uniu numa relação de amor e fidelidade. Homem e mulher, pelo casamento, tornam-se uma só carne. O casamento estabelecido por Deus, em Gênesis 2.24, como uma relação heterossexual, monogâmica e monossomática. O casamento não é a relação de um homem com outro homem, nem de uma mulher com outra mulher. Não é a relação de um homem com mais de uma mulher, nem de uma mulher com mais de um homem. O perverso coração humano, porém, rebelado contra Deus, recusa-se a obedecer aos preceitos divinos. Por isso, relações ilícitas são inventadas e uniões abomináveis são firmadas para substituir o que Deus estabeleceu desde o princípio. Uma dessas relações abomináveis é a prática sexual com pessoas do mesmo gênero. A Palavra de Deus diz: Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação. O apóstolo Paulo afirma que o homossexualismo, ou seja, a relação entre homem e homem, ou entre mulher e mulher, é uma expressão do juízo divino a uma geração que rejeitou o conhecimento de Deus.  Essa relação homossexual é tratada pelo apóstolo como uma disposição mental reprovável, um erro, uma imundícia, uma desonra, uma torpeza, algo contrário à natureza (Romanos 1.24-28). Por mais que a sociedade contemporânea aprove e torne legal o “casamento homossexual”, aos olhos de Deus continua sendo abominação. Devemos, portanto, ter muito cuidado com as paixões infames!

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.