ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE CONSOLO PARA A ALMA

DIA 15 DE ABRIL

QUANDO O PARAÍSO PARECIA UMA PRISÃO

Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele [do fruto da árvore que está no meio jardim] comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal (Genesis 3.4,5).

Satanás, com sua astúcia, enganou Eva e levou nossos pais à queda, quando eles estavam no jardim do Éden. Usando as armas do disfarce, da sutileza e da mentira, a serpente levou Eva a acreditar que o paraíso era uma prisão e que o Criador escondia deles privilégios aos quais tinham direito. Mesmo tendo tudo, Eva se sentiu insatisfeita. Mesmo desfrutando de todos os privilégios, Eva desejou apenas o que Deus havia proibido. Mesmo tendo provas da bondade de Deus, Eva preferiu acreditar no tentador a obedecer ao mandamento divino. O fruto proibido tornou-se atraente aos seus olhos e apetitoso ao seu paladar. Eva comeu do fruto proibido e ainda o deu ao marido. Ambos caíram. Seus olhos foram abertos não para ver as glórias desse novo estado, mas para ver sua nudez e vergonha. Eles passaram a ter medo de Deus. A culpa começou a atormentar-lhes a consciência. Usando de mecanismos de defesa, Adão tentou encobrir seu erro, acusando a mulher, a mulher acusou a serpente, e ambos acusaram Deus. Por causa do pecado, Adão e Eva foram expulsos do paraíso. A dor do parto e o suor do rosto se tornaram experiências inevitáveis. Satanás é um enganador. Promete alegria, mas paga com a tristeza; promete liberdade, mas escraviza; promete vida exuberante, mas mata. O pecado é uma fraude, uma ilusão, um engodo fatal. Promete prazeres, mas dá desgosto. Promete aventuras, mas escraviza e mata. Nesse cenário de desespero, o apóstolo Paulo escreveu: Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 6.23).

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Uma consideração sobre “ALIMENTO DIÁRIO”

Os comentários estão encerrados.