ALIMENTO DIÁRIO

GOTAS DE ORVALHO PARA A ALMA

DIA 14 DE MARÇO

A FELICIDADE, UMA UTOPIA NO BANQUETE DO PECADO

Porque o salário do pecado é a morte… (Romanos 6.23a).

As boates estão cheias de pessoas vazias. Os bares estão lotados de pessoas que sorvem cada gota de álcool na busca de preencher o vazio existencial. Os banquetes do pecado oferecem iguarias apetitosas, mas as pessoas saem deles empanturradas de angústia. O profeta Daniel registra no seu livro a festa de Belsazar, rei da Babilônia, cheia de pompa e luxo. Os convidados foram escolhidos a dedo. Era gente da nobreza. Havia muita bebida e muita diversão. Até mesmo os vasos sagrados saqueados do templo de Jerusalém foram usados naquela festa pagã. Os deuses da Babilônia eram invocados e o Deus de Israel era escarnecido naquele banquete do pecado. A alegria promovida pelo álcool e a felicidade prometida pelo pecado duram pouco. Naquela mesma noite, a cidade da Babilônia, que parecia inexpugnável, foi tomada pelos medos-persas. Naquela mesma noite, o rei com toda a sua glória estava destinado à morte. Naquela mesma noite, o julgamento de Deus caiu sobre aquelas pessoas, e a alegria da festa transformou-se em desespero fatídico. No banquete do pecado, a festa não dura para sempre, pois a felicidade verdadeira só habita nas tendas da santidade.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.