ALIMENTO DIÁRIO

A HISTÓRIA DO CASAMENTO

DIA 15 – SOGROS CONTROLADORES

Problemas com sogros controladores são mais comuns entre recém-casados, mas com certeza podem ser um fator que se estende além dos primeiros anos de casamento. Quando enfrentamos conflitos entre nosso cônjuge e nossas famílias, é natural querer defender os pais (ou outros parentes) a quem conhecemos por toda a vida. Todos nós deveríamos ter um grande amor e respeito pelos nossos pais. Mas embora você possa frequentemente aceitar de bom grado o conselho de seus pais, uma vez que tenha se casado, sua obrigação principal é para com o seu cônjuge.

Antes de nosso filho mais velho se casar, eu (John) disse a ele: “Addison, não vou lhe dizer o que fazer em nenhuma área a não ser que você peça meu conselho. Não vou mais tomar a iniciativa de direcionar sua vida. Você está estabelecendo sua própria família, e quero lhe dar espaço para aprender e crescer”. Addison expressou sua gratidão por essa postura e me consulta sempre que deseja o meu conselho.

Meu desejo não é controlar meu filho ou moldá-lo, transformando-o em um clone meu. Quero que Addison se torne tudo o que Deus o criou para ser – e meu excesso de envolvimento em seu casamento poderia impedi-lo de assumir seu papel como líder do próprio lar. (Francamente, tenho ficado impressionado com o que ele tem feito com a sua família. É muito melhor do que eu consegui realizar quando tinha a idade dele!)

A Bíblia é clara:

… O homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. Gênesis 2:24, grifo do autor

Deixar seu pai e sua mãe desse modo significa deixar a autoridade da casa de seus pais. Também significa que você deixa qualquer influência pouco saudável que seus pais possam ter sobre você. É importante honrar seus pais, mas você pode honrá-los sem obedecer a eles. Você formou uma nova família com uma nova hierarquia. Seus pais não são mais as suas figuras de autoridade, de modo que eles não devem dirigir sua vida ou seu casamento.

Talvez você tenha de lidar com sogros que tentam se envolver demais no seu casamento. No início do nosso casamento, um de nossos sogros tentou nos manipular e gerar divisão na nossa união. O envolvimento dela estava se tornando destrutivo, e nossas tentativas sutis de tratar do problema não estavam adiantando. Finalmente, nos encontramos com essa pessoa (a quem ambos honramos e amamos) e expressamos nossa posição claramente.

Eu (John) disse: “Você não vai se envolver na maneira como minha casa é conduzida. Este é um lar totalmente novo. Nós honramos você, mas você não vai controlar as decisões nesta casa. Você não vai nos manipular nem conseguir que as coisas sejam do seu jeito”. Tive de usar palavras fortes porque as abordagens mais indiretas haviam falhado. Felizmente, esse parente entendeu o que estava acontecendo, e agora ela ocupa um lugar apropriado e saudável no nosso relacionamento.

Como casais, devemos proteger nossa união contra toda forma de ataque, inclusive dos membros de nossa família. Geralmente esses ataques não são maliciosos e podem parecer inofensivos. Eles frequentemente assumem a forma de pequenas piadas depreciativas, mas essas observações sutis são sempre destrutivas. Quando realizo cerimônias de casamento, olho para todos os amigos e para a família que está presente e digo: “Ai de vocês que falarem contra esta união. Esta é uma união ordenada por Deus. Não ousem tentar manipulá-la ou separá-la. Declarem apenas vida sobre o que Deus estabeleceu hoje”.

Quando Addison se casou, decidimos deliberadamente não fazer com que ele escolhesse entre sua esposa Juli e nós. A verdade é que ele fez sua escolha no dia em que se casou com Juli, e ficamos muito felizes com sua decisão! Nesse contexto da dinâmica familiar, o amor nunca faz as pessoas escolherem. O amor apoia e constrói pontes entre os relacionamentos antigos e os novos.

Amamos Juli e sentimos que ela é muito mais uma filha que uma nora. Essa proximidade só é possível porque respeitamos sua nova família e permitimos que ela e Addison escrevam sua própria história.

EXPECTATIVAS NÃO REALISTAS

Expectativas não realistas estão entre os motivos para o divórcio mais citados nos Estados Unidos.8 Muitos de nós entramos no casamento esperando felicidade eterna, sexo ininterrupto e um relacionamento tranquilo. Não esperamos que o casamento exponha fiel e irredutivelmente nosso egoísmo e nossas inseguranças, nem prevemos as fraquezas e falhas que encontraremos em nossos cônjuges. Nossas expectativas equivocadas podem se tornar uma fonte de amargura e descontentamento, o que invariavelmente nos impedirá de construir uniões segundo o coração de Deus.

Expectativas não realistas são frequentemente alimentadas por comparações feitas de maneira tola. Estamos impregnados de uma cultura guiada pelo entretenimento. Portanto, estamos constantemente tendo oportunidades de comparar nossos casamentos com aqueles que são retratados nas telas. O cinema e a televisão nos oferecem amor sem trabalho, beleza sem sacrifício e confiança sem risco. Eles enfatizam o aspecto romântico do relacionamento sem retratar os momentos menos “hollywoodianos” da vida.

Se já está casado há algum tempo, você percebeu que o casamento é feito de mais do que encontros românticos, compatibilidade perfeita e dias livres de responsabilidade. Casamento é trabalho árduo, e em geral ele é caótico.

Só porque seu casamento é difícil isso não significa que você não deveria estar casado. Os desafios do casamento são bons porque eles o levam a dar mais de si. Eles refinam seu caráter e o tornam mais capaz. Esse relacionamento tem a ver com grandeza, lembra-se? Todos amam a ideia de crescer e amadurecer, até que passam por uma situação que exija amadurecimento.

A questão das expectativas não realistas não tem a ver apenas com a maneira como a mídia retrata o casamento. Também cometemos o erro de comparar nossos casamentos com os de nossos amigos ou vizinhos. Essa é uma péssima ideia. Não há como sabermos o que se passa por trás dos bastidores do relacionamento dessas pessoas. Tudo pode parecer excelente, mas eles podem estar destruindo um ao outro por trás das portas fechadas.

Também é tentador comparar as diferentes fases dentro do nosso relacionamento. Podemos comparar o momento atual – com filhos, fraldas e pouco tempo livre – a como nosso relacionamento era antes de termos filhos. Logicamente, isso não faz sentido algum. Não há como a sua vida ficar exatamente a mesma depois de você ter filhos. Criar filhos envolve muito menos liberdade e muito mais responsabilidade. Ter filhos muda a sua vida de forma inerente, portanto seu relacionamento matrimonial também será diferente. Sabemos que isso não é muito difícil de entender, mas quantas vezes nos vemos fazendo comparações tolas que diminuem ou sugam a alegria e a realização que estão à nossa disposição no presente?

Theodore Roosevelt disse: “A comparação é o ladrão da alegria”. Se quiser encontrar alegria no seu casamento, você precisa parar de comparar seu relacionamento com outros que parecem ser melhores, quer sejam eles os relacionamentos dos seus vizinhos ou os que são retratados em uma tela. Você nunca encontrará alegria na comparação. A alegria não é mesquinha, portanto, não pode ser obtida através da mesquinharia. Ela transcende as circunstâncias, não está confinada aos sentimentos e encontra sua força em uma consciência do quadro maior – a totalidade do plano de Deus para a sua vida.

A alegria é um fruto do Espírito (ver Gálatas 5:22-23), o que significa que ela é recebida de Deus e não das circunstâncias. Ela não pode ser gerada pela vontade humana. Embora a felicidade seja um sentimento afetado pelas lutas temporais, a alegria transcende as dificuldades. Ela se origina na esperança inspirada pela nossa posição em Cristo. Se nos falta alegria em Deus, nos faltará a força que precisamos para viver bem o casamento, porque a alegria Dele é a nossa força (ver Neemias 8:10). Paulo ecoou esse sentimento nas suas palavras à igreja de Filipos:

Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se! Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus. Filipenses 4:4-7

Quando você estiver ansioso por causa do seu relacionamento, leve os seus pedidos a Deus com alegres ações de graças. Ele prometeu trocar as suas preocupações pela paz Dele. Essa é uma boa troca!

Expectativas não realistas roubarão sua alegria e, portanto, roubarão de você a força necessária para seu casamento. Não caia nessa armadilha. Identifique quaisquer expectativas que tenham criado fortalezas no seu relacionamento e arrependa-se por permitir que elas tenham precedência sobre a verdade da Palavra de Deus e o Seu plano único para a sua vida.

AGORA É A SUA VEZ

Por favor, dedique algum tempo para conversar com seu cônjuge sobre o conteúdo deste capítulo. Peça ao Espírito Santo para guiar vocês enquanto anotam o que precisa ser eliminado do seu casamento. Algumas das alterações necessárias serão ajustes de atitude e mudanças de comportamento, que Deus os capacitará a fazer pelo poder da Sua graça. Outras, como as maldições hereditárias, devem ser confrontadas em oração.

Não desanime se você descobrir que suas listas de alterações necessárias têm diversas páginas. Esse exercício não tem a ver com o quanto há de “errado” no presente, nem tem a ver com qual dos cônjuges tem mais problemas. Ele tem a ver com as coisas magníficas que podem ser geradas no seu futuro. Tratando desses problemas agora, vocês estão posicionando sua família para escrever uma história brilhante, um legado do Céu revelado na Terra. Queremos que vocês limpem o convés, para poder seguir em frente livres de tudo que poderia impedi-los de receber todo o bem que Deus tem para vocês. Nós construímos a oração abaixo para ajudá-los a começar a andar nesse caminho.

Que este seja um momento sagrado.

Pai, nós Te agradecemos por nos oferecer um novo começo e um novo legado. Ao fazermos um registro das coisas que precisam ser eliminadas do nosso relacionamento, oramos para que uma atmosfera celestial nos cerque.

Nós Te pedimos, Espírito Santo, para nos conduzir e nos instruir.

Oramos para que os anjos de Deus acampem ao nosso redor, prontos para executar vingança sobre o inimigo que tem devastado nossas famílias de geração em geração.

Oramos por grande graça que nos capacite a perdoar e gere transformação.

Oramos pela renovação das nossas mentes de acordo com a Tua Palavra.

Pedimos pela revelação do Teu amor que lança fora todo o medo.

Pedimos restauração da confiança e purificação dos relacionamentos.

Oramos para que Tu tragas unidade onde tem havido divisão.

Pedimos que Tu nos inspires a sonhar de acordo com as Tuas promessas, e não de acordo com qualquer expectativa ímpia.Declaramos libertação em nossa família. Declaramos libertação no nosso casamento e em nossas vidas individualmente, em nome de Jesus Cristo. Declaramos que o Reino de Deus habita dentro de nós. A vontade de Deus será feita no nosso casamento e no nosso lar, assim na Terra como no Céu. No nome poderoso de Jesus, amém

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.