A PSIQUE E AS PSICOLOGIAS

TER E SER

Vida orientada por consumo pode gerar frustração, diz estudo

Ter e ser

Pesquisa conduzida na Universidade de Buffalo, Estados Unidos, mostra que uma vida baseada em consumo e acumulação financeira pode ser altamente frustrante, caso tal orientação tenha a ver com aumentar a própria autoestima.

Segundo conclusões dos pesquisadores envolvidos, isso pode ocorrer porque uma vida baseada em sucesso financeiro pressupõe comparações sociais constantes, além de um lócus de controle externo de bem-estar que, caso seja desestabilizado, gera sensação de impotência e falta de controle e autonomia sobre a própria vida.

A pesquisa envolveu 349 estudantes universitários e um grupo representativo nacional de 389 participantes. Voluntários responderam a uma escala de Contingência Financeira de Autovalor (CSW), que mostra o grau em que as pessoas baseiam sua autoestima no sucesso financeiro, além de participar de uma série de experiências em que o senso de segurança financeira das pessoas foi afetado.

Quando solicitados a escrever sobre um estressor financeiro, os voluntários experimentaram uma queda em seus sentimentos de autonomia, segundo os pesquisadores envolvidos. Eles também não procuravam soluções para as questões financeiras, quadro diferente do encontrado quando os participantes eram convidados a escrever sobre outros estressores ou entre indivíduos cuja autoestima não é atrelada ao sucesso financeiro.

OUTROS OLHARES

A ARTE DE MARATONAR

Começa a temporada de novas produções em todos os gêneros. Canais e serviços de streaming tentam superar o fim de séries de sucesso, saciando a compulsão do público em assistir a tramas cada vez mais excêntricas

A arte de maratonar

Os canais pagos de televisão, como HBO e Paramount, e de streaming, como Netflix e Amazon, lançam neste mês a temporada de séries, filmes e documentários com produções próprias. As séries são destaques. Dezenas delas estreiam tanto contando novas histórias como dão continuidade a temporadas. Os “showrunners”, os idealizadores dos programas, pretendem assim de suprir a síndrome de abstinência de um público viciado em diversão. O motivo da corrida pela atenção do público se deve ao final recente de duas grandes séries de sucesso duradouro: “Game of Thrones” (HBO), com oito temporadas, e “Big Bang Theory” (Warner), com doze. Analistas enxergam no fato o fim da “era de platina da televisão”, iniciada há dez anos, com superproduções, boas ideias e interação do público.

As séries deram à luz hábitos como assistir a vários episódios de uma vez, que os americanos chamam de “binge watching” (compulsão de assistir) ­— e que no Brasil passou a ser chamado de “maratonar”. Tudo isso gerou três mudanças adicionais. A primeira foi convencer o espectador a trocar o cinema pela televisão e os dispositivos móveis. As séries também forçaram o cinema a investir nos efeitos visuais, nas franquias de super-heróis e na ocupação das salas com um único filme. A terceira alteração é que as histórias inteligentes e intrincadas de roteiristas renomados têm abandonado o cinema pelos estúdios de TV, antes desprezados como usinas de banalidade.

Talvez para evitar a repetição de fórmulas e se alinhar à mudança da sensibilidade do público, as sitcoms leves foram ofuscadas nesta temporada por histórias de suspense, fantasia, terror e distopia futurista.

Entre as estreias, destacam-se pela originalidade o drama psicológico “Euphoria” e a comédia “Years and Years”, em torno de uma família disfuncional inglesa, ambas pela HBO. A Amazon aposta em uma fantasia cômica apocalíptica, “Good omens”, minissérie inspirada no livro de Neil Gaiman e Terry Pratchett. O canal AMC traz o terror “NOS4A2” (leia-se “Nosferatu”).

A arte de maratonar. 2

HORROR DIGITAL

O suspense garante sequências. A nova temporada de “O Jardim de Bronze” narra como o arquiteto e pai de família argentino Fabián (Joaquín Furriel) vira detetive. A terceira temporada da espanhola “La Casa de Papel” anuncia assaltos ainda mais espetaculares. Mas as distopias parecem ser as mais queridas. A terceira temporada de “Handmaid’s Tale” mostra como a oprimida June se liberta e se junta à resistência antimachista. A britânica “Black Mirror” e suas cenas de horror digital chega à quinta temporada. A história de “3%”, em terceira temporada na Netflix, retrata o Brasil no futuro, dividido entre miseráveis e elite.

“Há dez anos, eu não imaginava aonde isso iria parar”, diz Pedro Aguilera, realizador de “3%”, a primeira série brasileira a ter sido lançada em canal de streaming, “O tema soa premonitório”, diz. “Talvez a gente tenha captado as mudanças. Quando começamos, em 2009, ninguém maratonava. Os modos de ver se alteraram.”

A repercussão mundial de “3%” foi tanta que encorajou a Netflix lançar mais séries brasileiras, como “O mecanismo” e “Bandidos na TV” — baseada no caso do apresentador de TV de Manaus Wallace Souza, que encomendava assassinatos para denunciá-los e aumentar a audiência de seu programa.

Os realizadores querem tirar proveito dos velhos sucessos. Quem conseguirá arrebatar fãs apegados? Difícil saber. O risco é o público maratonar pelo passado. Pensando nisso, David Benioff e D. B. Weiss, criadores de “GoT”, relançam a série com material inédito e comentários. Vale tudo quando se trata de aprisionar o espectador a suas obsessões.

GESTÃO E CARREIRA

PROFISSIONAIS AVALIAM AMBIENTE ACOLHEDOR QUANDO BUSCAM EMPREGO

82% dos profissionais avaliam os funcionários da empresa, antes de aceitar uma nova proposta de trabalho

Profissionais avaliam ambiente acolhedor quando buscam emprego

Confrontos internos, dificuldade de lidar com chefes e colegas de equipe e ambiente pouco acolhedor são apenas alguns exemplos que impedem o profissional de seguir carreira na organização e, por consequência, que ele busque por outras oportunidades.

Um ambiente acolhedor, onde a felicidade, satisfação e prazer em trabalhar na empresa é notável, atrai a atenção de profissionais que buscam uma nova oportunidade.

Segundo pesquisa feita pela Love Mondays, entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018, com 1 mil respondentes, 82% dos profissionais avaliam os funcionários da empresa, antes de aceitar uma nova proposta de trabalho.

Sobre quais informações são úteis na hora de avaliar uma empresa, a maioria falou sobre avaliações dos funcionários (82%), informações sobre benefícios e salários (72%), cultura, missão, visão e valores da empresa (63%), e fotos e vídeos que mostram o ambiente de trabalho (35%).

Em uma outra pesquisa, esta realizada pela Randstad, que buscou entender as razões que fazem o trabalhador permanecer na organização, novamente o ambiente de trabalho ficou em primeiro lugar, sendo 39% dos entrevistados.

Os resultados de ambas pesquisas revelam a importância de se estabelecer um local de trabalho acolhedor e cômodo para o trabalhador, uma cultura organizacional que leve aos funcionários qualidade de vida, flexibilidade e entretenimento.

 

ALIMENTO DIÁRIO

SEGREDOS DO LUGAR SECRETO

Alimento diário - livro

CAPÍTULO 42 – O SEGREDO DA LUZ DO CORPO

 

Sabemos que Jesus iluminou o nosso espírito, alma e entendimento. Considere comigo a verdade de que Ele também veio para iluminar nosso corpo. Veja a passagem onde Jesus falou sobre isso:

Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique es­ condida ou debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz. Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas. Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não sejam trevas. Logo, se todo o seu corpo estiver cheio de luz, e nenhuma parte dele estiver em trevas, estará completamente iluminado, como quando a luz de uma candeia brilha sobre você. – Lucas 11.33-36

É fascinante como Jesus falou de nossos corpos como se eles pudessem ser cheios de luz ou trevas. fu implicações desta verdade são essencialmente importantes para nossa vitória e alegria em Cristo e intensamente relevantes para nosso lugar secreto. Tenho apenas uma pequena percepção desta verdade. Então, espero que neste capítulo eu possa aumentar sua fome de buscar mais conhecimento sobre isso.

Há um lugar em Deus em que nossos corpos ficam cheios de luz, onde toda a escuridão é erradicada deles. Esse é um lugar incrível onde não existe tentação. O poder da tentação geralmente está no fato de poder apelar para as áreas em trevas de nosso corpo. Quando o corpo está cheio de luz, os pecados da carne perdem seu poder sobre nós e andamos em uma fantástica dimensão de vitória.

Quando falo de pecados da carne, estou me referindo a pecados que cometemos com os nossos corpos, como bebedeira, glutonaria, fornicação, masturbação, visualização de pornografia, uso de droga ilegal, assassinato, roubo, mentira, maledicência, palavras torpes, etc.

E como conseguimos lançar mais luz em nosso corpo? Jesus ensinou claramente que a luz vem para o corpo através dos olhos. Bons olhos trarão luz para o corpo; olhos maus trarão trevas. Podemos ter certeza que a coisa toda tem a ver com os olhos.

Se viermos ao lugar secreto com olhos limpos e saudáveis, a luz da Palavra de Deus penetrará em cada faceta de nossas vidas, incluindo nossos corpos, e ficaremos cheios de luz em cada parte de nosso ser. O que olhamos é essencialmente importante! Se examinarmos a lei da liberdade (a Palavra de Deus) seremos preenchidos com luz e claridade; se olharmos para coisas vis, não apenas encheremos nossas mentes com lixo como também permitiremos que as trevas se estabeleçam em partes de nosso corpo. Guarde seus olhos, meu amado! Use seus olhos para ler a Palavra de Deus e contemplar sua face. Então, quando vier a tentação, seu corpo não estará lutando contra seu espírito. Seu corpo estará alinhado com a luz e os tentáculos das paixões, da gula e do ódio não conseguirão amarrá-lo nem escravizá-lo.

Há algum tempo, li uma revista cristã em que um leitor escreveu sobre sua luta contra seus pensamentos. Ele pedia ajuda para saber como combater a lascívia. A resposta superficial do editor foi basicamente: “Relaxe; você está sendo duro demais consigo mesmo. Há maneiras saudáveis de apreciar belas mulheres sem desejá-las”.

Fiquei pasmo. A resposta dada pelo editor nem mesmo equipou o irmão para a batalha contra seu tormento interno. Como gostaria que esse irmão ouvisse: “Verifique seus olhos! O que você tem olhado? Você tem dedicado tempo contemplando a Palavra de Deus, que pode encher seu corpo de luz?”.

Quando nossos olhos são maus, lemos a Palavra de Deus e ainda assim não conseguimos apreender nada. Precisamos fazer mais do que apenas parar de olhar para coisas erradas – precisamos colocar colírio em nossos olhos e, assim, visualizar as coisas certas. “Compre colírio para ungir os seus olhos e poder enxergar” (Apocalipse 3.18).

Que colírio é esse? Acredito que o colírio ao qual Jesus se referiu é a aplicação das disciplinas espirituais em nossas vidas – jejum, oração, estudo da Palavra, caridade e perdão, dentre outros. “Os mandamentos do SENHOR são límpidos, e trazem luz aos olhos” (Salmos 19.8). Quando nos aplicamos à Palavra de Deus de um modo disciplinado e concentrado, nossos olhos, aos poucos, começam a ser curados e limpos e passam a deixar a luz de Cristo entrar em nossos corpos.

Contudo, a vitória sobre o pecado não é a maior recompensa de termos um corpo cheio de luz. Muito mais importante que isso é a intimidade que passamos a ter com Jesus!

Quando nosso corpo está cheio de luz, se alinha plenamente com o Reino e com os propósitos de Deus. Não existirá nada dentro dele que esteja resistindo à sua vontade. Esta dimensão de cooperação com os propósitos de Deus reforçam muito nosso senso de “doce sinceridade” diante do Senhor, e nossa alma ganha maior confiança quanto aos propósitos dele. Sem impedimentos, você se torna um puro canal de graça.

Quando você adora ao Senhor com um corpo cheio de luz, não precisa de um período de “aquecimento” para finalmente poder se relacionar com Deus. Não. Você permanece “constantemente aquecido” e continuamente “fervoroso no espírito” (Romanos 12.11). Você está pronto a qualquer momento para voar no Espírito com o seu Amado.

O Senhor começou a ensinar sobre a luz do corpo mencionando como lidava com aqueles cujos corpos estavam cheios de luz. Ele disse: “Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique escondida ou debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz” (Lucas 11.33).

Jesus estava dizendo que quando nossos olhos são bons e todo o nosso corpo está cheio de luz, começamos a brilhar com uma irradiação além da nossa percepção. Estamos acesos com a verdade, com uma candeia acesa! O Senhor diz que quando nos acende com esse tipo de luz, não enterra nossa vida em um lugar obscuro e escondido. Não. Ele coloca esse tipo de luz em um lugar apropriado para que os que entram possam ver a luz.

Quando seu corpo estiver cheio de luz, você conhecerá uma vitória maior sobre os pecados da carne, tocará dimensões mais profundas de intimidade com Jesus e receberá um lugar de maior influência no corpo de Cristo. Oh, este é um segredo poderoso!

Coloque um guarda em seus olhos. Reserve-os para contemplar a glória de Deus e examinar sua maravilhosa Palavra. Então, todo o seu ser irradiará a luz e a glória de Deus!