ALIMENTO DIÁRIO

PROVÉRBIOS 16: 25 – 30

Pensando biblicamente

A MALÍCIA E A INVEJA

 

V. 25 – Nós já lemos isto antes (Provérbios 14.12), mas aqui é repetido, como algo que é muito necessário que consideremos:

1. Como advertência para que todos nós evitemos nos enganar com as grandes preocupações das nossas almas, apoiando-nos no que pareça correto e justo, e não no que realmente seja correto e justo; e também para evitar que enganemos a nós mesmos, para que sejamos imparciais ao examinarmos a nós mesmos, e que conservemos um zelo por nós mesmos.

2. Como terror, para aqueles cujo caminho não é justo, que não é como deveria ser, independentemente do que possa parecer para eles mesmos ou para os outros; o seu fim certamente será a morte; para isto, há uma tendência direta e assegurada.

 

V. 26 – Este versículo pretende nos engajar na diligência, e nos estimular a fazer, com todas as nossas forças, o que a nossa mão encontrar para fazer, tanto nas nossas atividades terrenas como na obra da religião; pois, no original, o texto diz: A alma que trabalha, trabalha para si mesma. O trabalho aqui mencionado é o trabalho sincero. É o trabalho da alma que é aqui recomendado a nós:

1. Como o que será absolutamente necessário. A nossa boca nos instiga continuamente; as necessidades, tanto da alma como do corpo, são insistentes, e requerem constante alívio, de modo que precisamos trabalhar ou morrer de fome. Ambas requerem o pão diário; portanto, deve haver trabalho diário; pois no suor do nosso rosto, devemos comer (2 Tessalonicenses 3.10).

2. Como o que será indescritivelmente benéfico. Nós sabemos quem será beneficiado pelo trabalho que realizamos: aquele que trabalha colherá os frutos do seu trabalho; será para ele mesmo; ele se alegrará com o seu próprio trabalho e comerá o trabalho das suas mãos. Se fizermos da religião o nosso trabalho, Deus fará dela a nossa bem-aventurança.

 

V. 27 e 28 – Há aqueles que não somente são odiosos, mas rancorosos e perversos com os outros, e estes são os piores homens; dois tipos destes homens são descritos aqui:

1. Os que invejam a um homem a honra do seu bom nome, e fazem tudo o que podem para miná-la, com calúnias e deturpações: eles cavam o mal; eles se esforçam para descobrir uma ou outra coisa sobre a qual fundamentar uma calúnia, ou algo que possa ser distorcido. Se não houver nada aparentemente, ao invés de se abster de fazer o mal, eles cavarão, em busca dele, mergulhando no que é secreto ou examinando o passado, ou ainda usando de suspeitas e conjeturas malévolas, e deduções forçadas. Nos lábios de um caluniador e maledicente, há um fogo, não somente para manchar a reputação do próximo, mas um fogo ardente, para destruí-la. E que grande destruição causa um pouco deste fogo, e com que dificuldade é extinto! (Tiago 3.5,6).

2. Os que invejam a um homem a consolação da sua amizade, e fazem tudo o que podem para rompê-la, sugerindo, aos dois lados, aquilo que os fará divergir; embora tenham um relacionamento íntimo e antigo – eles no mínimo esfriarão os sentimentos existentes dos dois lados, e os afastarão. O homem rebelde, que não consegue encontrar no seu coração amor por ninguém senão por si mesmo, se incomoda por ver que outros vivem em amor, e por isto se dedica a semear contendas, fazendo descrições vis dos homens, dizendo mentiras, e transmitindo estórias mal intencionadas entre grandes amigos, de modo a separá-los, um do outro, e fazer com que se irem, um com o outro, ou pelo menos, suspeitem, um do outro. São homens maus, e mulheres más também, os que realizam estas coisas perversas; eles estão realizando a obra do diabo, e dele também virão os seus salários.

 

V. 29 e 30 – Aqui, outros tipos de homens iníquos nos são descritos, para que não gostemos deles, nem tenhamos algo a ver com eles.

1. Os que (como Satanás), cometem todo tipo de engano que puderem, por meio da força e da violência, como leões ruidosos, e não somente por meio de fraudes e insinuações, como sutis serpentes; são homens violentos, que fazem tudo por meio de roubo e opressão, são homens que fecham seus olhos, meditando, com a maior atenção e dedicação, para planejar perversidades, para imaginar como poderão causar o maior dano ao seu próximo, e como poderão realizá-lo eficazmente e asseguradamente; e então, movendo seus lábios, dando a palavra de ordem aos seus agentes, causam o mal, efetuam a maldade planejada, mordendo seus lábios (assim alguns interpretam) com irritação. Quando o ímpio planeja contra o justo, range seus dentes sobre ele.

2. Os que (ainda como Satanás) fazem tudo o que podem para seduzir e atrair os outros, para que se unam a eles, na execução de perversidades, conduzindo-os por um caminho que não é bom, que não é honesto, nem honroso, nem seguro, mas ofensivo a Deus, e que será, no final, pernicioso para o pecador. Assim, o diabo planeja destruir alguns neste mundo, conduzindo-os a dificuldades, e outros, no outro mundo, levando-os ao pecado.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Blog O Cristão Pentecostal

"Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva. Convertam-se! Convertam-se dos seus maus caminhos!" Ezequiel 33:11b

Agayana

Tek ve Yek

Envision Eden

All Things Are Possible Within The Light Of Love

4000 Wu Otto

Drink the fuel!

Ms. C. Loves

If music be the food of love, play on✨

troca de óleo automotivo do mané

Venda e prestação de serviço automotivo

darkblack78

Siyah neden gökkuşağında olmak istesin ki gece tamamıyla ona aittken 💫

Babysitting all right

Serviço babysitting todos os dias, também serviços com outras componentes educacionais complementares em diversas disciplinas.

M.A aka Hellion's BookNook

Interviews, reviews, marketing for writers and artists across the globe

Gaveta de notas

Guardando idéias, pensamentos e opiniões...

Isabela Lima Escreve.

Reflexões sobre psicoterapia e sobre a vida!

Roopkathaa

high on stories

La otra luna de Picasso

El arte es la esencia de la espiritualidad humana.

%d blogueiros gostam disto: