GESTÃO E CARREIRA

SEM MEDO DO SUCESSO

Mais do que vontade, quem deseja empreender precisa estudar e planejar bem seus passos para minimizar os riscos e fazer valer o sonho e o investimento.

Business People Success Achievement City Concept

O brasileiro tem, naturalmente, um perfil inventivo, sonhador e empreendedor. Enxerga, por vezes, potencial em diversos processos e cria soluções a partir disso. E são muitos com esse perfil: um levantamento da Boa Vista – Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) aponta que o número de novas empresas cresceu 13,6% no Brasil em 2017 na comparação com o ano anterior.

É desejo da maioria ser dono do próprio negócio, seja por necessidade, oportunidade ou vontade. Mas, apesar disso, alguns receios ainda impedem mentes criativas de tirar o sonho do papel e concretizá-lo. No geral, o medo de empreender está diretamente ligado às incertezas do processo.

Segundo estudo organizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a MindMiners, entre os medos mais recorrentes, ter de fechar a empresa porque ela “não deu certo” é um cenário que assusta 52% dos entrevistados; outros 38% temem não conseguir um investidor para ajudar a alavancar o negócio; e 21% têm medo de entrar em atrito com os sócios e/ou parceiros.

Para o consultor e sócio- presidente da baJStockler, Luís Henrique Stockler, esse receio faz parte e será continuo na vida das pessoas que desejam empreender. “Mais do que medo, é preciso ter determinação e acreditar, sem desistir quando há pedras no caminho. A vontade da realização deve superar qualquer entrave”, ressalta. “O que define o bom empreendedor é a capacidade de resiliência perante os resultados negativos peculiares ao processo. Falhar faz parte. Errar e aprender com o erro significa estar mais forte e preparado para acertar na próxima empreitada”, complementa o diretor do Instituto Gênesis da PUC-RIO, João Gabriel Hargreaves.

O diretor e fundador da Giuliana Flores. Clóvis Souza, que começou o negócio trabalhando terceirizado em uma loja vendendo flores e hoje conduz um negócio de sucesso, ressalta que resiliência e capacidade de adaptação devem ser os pontos fortes de quem deseja empreender. “Não desistir dos seus objetivos é o principal, mas saber mudar de ideia é igualmente fundamental – se não deu certo de um jeito, talvez o ideal seja mudar a estratégia. O importante é não desanimar e sempre se concentrar no seu objetivo”, indica.

ROTAS PARA O SUCESSO

A mentora e consultora Isabella Prata lembra que empreender uma ideia precisa de profunda pesquisa e análises quanto à demanda pelo que pensamos em desenvolver, o que diminuirá as chances de insucesso. “Costumo recomendar primeiro uma conexão com o mundo de hoje, para percebermos quem é o consumidor, o que as pessoas buscam nesse período de tantas mudanças globais que têm ocorrido. Essa conexão se dá por meio de absoluta atenção ao nosso entorno, do momento que acordamos até o momento que voltamos a dormir de noite observando as pessoas, os lugares, a cidade e a natureza, esteja você no trabalho, caminhando, fazendo uma refeição etc. É importante ler, pesquisar, conversar com as pessoas, acessar todas as mídias possíveis, exercitar a presença. ter foco e, principalmente, não se desconectar do seu próprio eu”, indica.

Vale lembrar que ser dono de um negócio não é, necessariamente, criar algo novo; é também poder inovar em modelos de empresas que já existem. “Talvez alguém já tenha aberto algo e busca um sócio que pode ser exatamente você, o seu perfil. Por isso, é importante estar antenado”, sugere Isabella.

João Hargreaves lembra ainda que o melhor modelo para investir depende do risco a ser assumido. “Franquias, por exemplo, têm menos risco do que um novo negócio. Em contrapartida, um novo negócio tem maior rentabilidade para o investidor caso seja um sucesso”.

O momento certo também está mais ligado à detecção de um negócio que seja escalável, com risco reduzido em função da situação vigente, do que ao desejo. “Empreendimentos de sucesso surgem e crescem quando resolvem problemas. Detectar um problema é o primeiro passo. Depois, desenvolver a solução para ele”, indica o diretor do Instituto Gênesis.

DIREÇÃO

Ser empreendedor necessita de uma série de conhecimentos que podem ser adquiridos na universidade, na experiência de trabalhos executados e, sem dúvida, ao colocar a mão na massa. Não existe uma receita para o sucesso. É possível, por exemplo, manter-se no emprego e empreender ao mesmo tempo ou mergulhar exclusivamente no negócio. Para o primeiro caso, é preciso dispor de um valor para viver pelo período todo a ser percorrido até começar a ter lucro com o seu empreendimento, que pode levar alguns meses ou até dois ou mais anos. Essa análise pode ser feita a partir de um bom planejamento que inclua questões financeiras e também a gestão de seu tempo.

Ao iniciar uma empreitada, é válido fazer um plano de negócios, verificando, primeiro, a região e nicho de mercado. Depois, verificar se possui habilidades para desenvolver a atividade empreendedora e senso de administração. Também verificar quanto vai gastar para deixar o empreendimento funcionando e ter uma reserva para capital de giro, pois, na maioria das vezes, o empreendimento demora para “se pagar” e dar retorno.

A gerente da unidade de Navegantes (SC) da Instituição Comunitária de Crédito para MPEs BluSol, Emely Juliana Bonacols, lembra que nenhum negócio vem com uma receita pronta de sucesso; mas existem caminhos mais fáceis. “É válido entender do negócio, ter afinidade com a atividade empreendedora que vai exercer, habilidades técnicas e sabedoria para administrar. Com isso, maiores são as chances de dar certo. A pessoa que empreender tem que ter paixão pelo que está fazendo, pois é muito difícil imaginar o sucesso sem que a pessoa goste do que faz”, conclui.

Segundo o dentista André Belz, que trocou a tradição familiar e a carreira de dentista para ser sócio- franqueador da rede de franquias de idiomas Rockfeller, para ter experiência, você precisa começar um dia. “Quanto mais jovem a pessoa, mais fácil e mais coragem ela possui para assumir alguns riscos. Penso que todos podem desenvolver habilidades necessárias para se tornar um líder e empreendedor. Desejo, foco e humildade são os pré-requisitos principais”, opina.

Com sua experiência de negócios, Belz conclui que só se perde o medo de empreender, empreendendo. “Obviamente que quanto mais bem planejado, mais segurança se tem. Obter também informações, estudar o mercado em que deseja atuar, imersões e conversas com quem já faz e que você admira lhe traz certo ânimo e confiança”, afirma.

Por isso, Luís Stockler afirma: não existe um momento certo para empreender – o que existe é planejar e acreditar, acima de tudo, independentemente de outras pessoas, além de botar a mão na massa: fazer e executar. “Empreender é transformar o sonho em realidade”, concorda Hargreaves.

A análise de todos os riscos possíveis e a antecipação são essenciais. “Falhar faz parte do processo. Errar e aprender com o erro significa estar mais forte e preparado para acertar na próxima empreitada”, ressalta o diretor do Gênesis.

O melhor negócio a se investir? Segundo Isabela, isso é muito relativo, pois vai depender das preferências, investimento disponível, análises de pesquisas e muito planejamento. Para tomar a decisão do caminho, é válido procurar especialistas que possam ajudar no estudo e plano deste negócio. “É fundamental um investimento antes, pois depois que começar, o relógio dos riscos já estará em andamento e o tempo correrá contra”, lembra.

ATENÇÃO REDOBRADA

Empreender é um desafio, e o sucesso do negócio está atrelado a uma série de fatores, inclusive a capacidade dos empreendedores em minimizar seus riscos, evitando certos erros ao longo do seu crescimento. Um dos grandes erros é que as pessoas não planejam e não conhecem de fato o negócio no qual elas estão investindo.

Na opinião de André Belz, existem negócios para diferentes tipos de pessoas. “Recomendo que seja algo com o qual a pessoa se identifique – não precisa ser exatamente do ramo, você não precisa ser cozinheiro para querer atuar com o ramo de alimentação, não precisa ser professor para atuar no ramo de educação -, mas em todos os exemplos precisa encontrar seu ponto em comum, nesses casos, por exemplo, vai tratar com pessoas, portanto é um fator considerado”, diz e complementa: “A pessoa precisa entender como os negócios funcionam para saber se quer mesmo fazer aquilo. Se for operar o negócio, mas não quer trabalhar no Natal e no Ano Novo, não pode ter uma loja ou um restaurante, por exemplo. Analisar as taxas de lucratividade, a suscetibilidade a crises, a origem das receitas (se são vendas únicas ou recorrentes através de planos de mensalidades), se há necessidade de ter estoque ou não, qual tipo de retorno financeiro a pessoa pretende ter, se ela pode ter mais unidades do negócio etc. são pontos importantes e que precisam ser avaliados”, analisa.

É muito comum também novos empreendedores não atentarem a todas as exigências de um plano de negócios, que não dão a devida atenção ao recrutamento de pessoal qualificado e que ignoram a gestão financeira nessa fase inicial.

Um plano de negócios completo e bem definido, uma equipe interdisciplinar e comprometida e uma boa gestão financeira podem ser os primeiros passos para o sucesso de um empreendimento. “É necessário ter muita consciência e estar absolutamente bem informado de tudo que se passa no mundo hoje e o que está por vir no futuro próximo. Se você não tem o hábito de pesquisar e estudar, é melhor começar logo. Também precisa estar preparado para eventualmente ter de trabalhar muito mais do que sempre trabalhou e correr tantos riscos que pode realmente não valer a pena”, indica a consultora e mentora Isabella Prata.

Conhecer os próprios medos e reconhecer o que pode ser prejudicial ajuda o empreendedor a buscar pessoas ou empresas para suprir essa defasagem. “Ninguém faz sucesso sozinho. Empreender é envolver e agregar pessoas em volta dele que o ajudem a vencer as dificuldades, superar o medo e chegar ao objetivo final”, diz Stockler.

Não planejar adequadamente e ter a expectativa errada quanto à atividade são os principais erros que podem prejudicar o negócio. Por essa razão é importante desenvolver um plano de negócios para saber quanto será necessário investir inicialmente, a necessidade para o capital de giro, ter a noção correta de tempo de retomo de investimento e conhecer o máximo possível a operação para depois não dizer “eu não sabia que era assim” ou “eu não sabia que tinha que fazer isso”.

Em caso de franquias, conheça bem as regras do jogo, o papel das partes, converse com franqueados da rede e estude os documentos como pré-contratos e contratos. ‘Todos têm chance de brilhar. O sucesso está intimamente ligado ao tanto de esforço e comprometimento que dedicamos ao que fazemos. Disciplina é importante para chegar a resultados, e planejamento é fundamental para ter clareza das estratégias e decisões a tomar”, conclui a gerente da BluSol.

PARA DRIBLAR O MEDO

  • Saber como funciona a parte tributária do seu negócio e contratar uma empresa de contabilidade com experiência.
  • Identificar quem será o público que comprará o seu produto.
  • Saber manter e aumentar o seu networking, porque ninguém faz nada sozinho.
  • Atentar para a meta de chegar ao ponto em que toda a equipe saiba claramente os valores da empresa.
  • O empresário precisa estar ciente de que o dinheiro da empresa não é dele, então é necessário saber separar o que é seu e o que é da empresa.
  • Pés no chão, amor aos colaboradores e clientes.

PARA SER EMPREENDEDOR, ALEM DE TER VONTADE E VISÃO DE NEGOCIOS, A PESSOA PRECISA:

  • Ser capaz de executar o que se propõe com muita vontade, determinação, competência e uma boa dose de ousadia.
  • Ter desempenho diferenciado dos profissionais comuns, de modo a se destacar facilmente em tudo que faz.
  • Não medir esforços para atingir seus objetivos.
  • Ser dotada de várias qualidades que a credencia para o sucesso.
  • Ser consciente de que só se chega lá à custa de muito trabalho e dedicação.

Autor: Vocacionados

Sou evangélico, casado, presbítero, professor, palestrante, tenho 4 filhos sendo 02 homens (Rafael e Rodrigo) e 2 mulheres (Jéssica e Emanuelle), sou um profundo estudioso das escrituras e de tudo o que se relacione ao Criador.

Blog O Cristão Pentecostal

"Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva. Convertam-se! Convertam-se dos seus maus caminhos!" Ezequiel 33:11b

Agayana

Tek ve Yek

Envision Eden

When We Improve Ourselves, We Improve The World

4000 Wu Otto

Drink the fuel!

Ms. C. Loves

If music be the food of love, play on✨

troca de óleo automotivo do mané

Venda e prestação de serviço automotivo

darkblack78

Siyah neden gökkuşağında olmak istesin ki gece tamamıyla ona aittken 💫

Babysitting all right

Serviço babysitting todos os dias, também serviços com outras componentes educacionais complementares em diversas disciplinas.

M.A aka Hellion's BookNook

Interviews, reviews, marketing for writers and artists across the globe

Gaveta de notas

Guardando idéias, pensamentos e opiniões...

Isabela Lima Escreve.

Reflexões sobre psicoterapia e sobre a vida!

Roopkathaa

high on stories

La otra luna de Picasso

El arte es la esencia de la espiritualidad humana.

%d blogueiros gostam disto: